Pimentel é o 2º candidato a governador que mais recebeu do Itaú

Banco Itaú já doou R$ 11 milhões para 70 candidatos até o fim de agosto

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Candidato do PT ao governo do Estado recebeu R$ 500 mil do Itaú
PT/Divulgacao
Candidato do PT ao governo do Estado recebeu R$ 500 mil do Itaú

O banco Itaú, do qual a coordenara do programa de governo de Marina Silva (PSB) Maria Alice Setubal é acionista, doou quase R$ 11 milhões para 70 candidatos até o fim de agosto, de acordo com a segunda prestação parcial de contas apresentada pelos partidos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Fernando Pimentel, candidato pelo PT ao governo de Minas, é o segundo concorrente ao cargo no Brasil que mais recebeu: R$ 400 mil. O líder é o peemedebista Luiz Fernando Pezão, do Rio, com R$ 500 mil.

Os desembolsos colocam o banco entre os 20 maiores financiadores de campanha até o momento, de acordo com cálculos do Estadão Dados. No setor financeiro, o Itaú só fica atrás do grupo Bradesco.

Até o fim do mês passado, apenas os presidenciáveis de oposição foram contemplados com repasses do banco. Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), candidato até o acidente aéreo que o matou receberam R$ 2 milhões cada. Os depósitos para os dois foram feitos no mesmo dia: 5 de agosto. O “nanico” José Maria Eymael (PSDC) recebeu R$ 50 mil.

Das doações, a maior parte foi para candidatos do PSDB: R$ 3,07 milhões. No ranking por partidos, o PSB ficou em segundo lugar (R$ 2,15 milhões), à frente do PMDB (R$ 1,38 milhão). O PT aparece na quinta colocação, com R$ 995 mil, atrás do PSD.

Depois dos presidenciáveis, os candidatos a deputado federal foram os que mais receberam recursos do banco: R$ 3 milhões, divididos entre 34 concorrentes. Desses, seis tucanos receberam R$ 588 mil, e seis petistas, R$ 483 mil.

AGÊNCIA ESTADO

Leia tudo sobre: fernando pimenteldoaçãoitaú