Vírus do ebola já matou mais de 2,4 mil pessoas, informa OMS

O balanço anterior, divulgado na terça-feira (9) pela OMS, apontou 2,3 mil mortos em 4.293 casos na África Ocidental, sendo os países mais afetados a Guiné-Conacri, Libéria e a Serra Leoa

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Alerta. Vírus é transmitido por fluidos corporais, situação agravada em locais com pouca infraestrutura
Michael Duff/ap - 9.82014
Alerta. Vírus é transmitido por fluidos corporais, situação agravada em locais com pouca infraestrutura

A epidemia de febre hemorrágica ebola na África Ocidental já matou mais de 2,4 mil pessoas em 4.784 casos, segundo um novo balanço anunciado nesta sexta-feira (12) pela diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan. “Em 12 de setembro, foram registrados 4.784 casos e mais de 2,4 mil mortos”, disse Margaret em uma coletiva de imprensa na sede da OMS, em Genebra.

O balanço anterior, divulgado na terça-feira (9) pela OMS, apontou 2,3 mil mortos em 4.293 casos na África Ocidental, sendo os países mais afetados a Guiné-Conacri, Libéria e a Serra Leoa. “Nos três países o número de casos aumenta mais que a capacidade para geri-los”, alertou Margaret, apelando para uma maior e mais significativa mobilização da comunidade internacional".

Cuba anunciou nesta sexta-feira, o envio de 165 médicos e enfermeiros para Serra Leoa, por um período de seis meses, a partir de outubro.

Margaret Chan disse que são necessários entre 500 e 600 profissionais de saúde nos países afetados pela epidemia do vírus ebola. A diretora da OMS explicou também que os países precisam com urgência de  pelo menos dez centros de tratamento, com capacidade para 70 a 80 camas cada um.  

Leia tudo sobre: SaúdeEbolaMortesEpidemiaÁfricaSurtoVírusOMSMundo