Comparação de gestão é pauta

Candidatos ao Palácio Tiradentes acirram disputa e vão medir quem tem mais realizações no Estado

iG Minas Gerais | Isabella Lacerda |

Votação. Fernando Pimentel diz que sua campanha conquista votos dos indecisos
douglas magno
Votação. Fernando Pimentel diz que sua campanha conquista votos dos indecisos

Até o fim da disputa, os dois principais candidatos ao governo de Minas, Fernando Pimentel (PT) e Pimenta da Veiga (PSDB), vão focar a comparação das gestões dos dois partidos – na Prefeitura de Belo Horizonte (PT) e nos governos estadual e federal (PSDB) – nos últimos anos para tentar puxar os votos dos eleitores indecisos. Nesta quinta, o petista cumpriu agenda em uma Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei), criada em 2004, durante o seu governo, para reforçar a tática de mostrar suas ações enquanto gestor público. Pegando carona em um governo de continuidade, a equipe do candidato tucano, por sua vez, passou a usar as redes sociais para mostrar as “mentiras” ditas pelo rival e contrapor com as realizações da administração estadual do PSDB.

Depois que a pesquisa Datafolha mostrou uma estabilidade do cenário eleitoral do Estado – com crescimento de dois pontos para o PT, queda de um ponto para o PSDB e 26% de eleitores indecisos –, a ideia é partir para o tudo ou nada. Pimentel afirmou nesta quinta, durante agenda na capital, que sua campanha “está crescendo” ao conquistar os votos dos que ainda não tinham decidido em quem votar. Ele ainda citou a estratégia de ataque de seu adversário como ponto favorável a ele. “Estamos fazendo uma campanha propositiva, que discute as questões reais e não entra nesse tipo de discussão que o adversário tenta trazer para Minas. Isso não interessa para o eleitor mineiro, ele quer saber o que o candidato fez e fará pelo Estado”, opinou Pimentel ao ser questionado se as tentativas do PSDB de ligá-lo a casos de corrupção e à recessão econômica tinham dado errado. O petista ainda afirmou que sua campanha vai reforçar a “comparação”. “Vamos mostrar o que fizemos na prefeitura. O mineiro compara naturalmente, e a pesquisa já reflete o resultado dessa comparação”, disse. Nesta quinta, Pimenta foi a Montes Claros (Norte), mas não comentou o resultado da pesquisa Datafolha. Ele garantiu, porém, que o responsável pelos “ataques” na campanha é Pimentel. “Temos conduzido a campanha até com certa elegância. O adversário, sim, está muito duro, com atitudes impróprias, que a opinião pública não gosta de ver”, declarou. “Estamos absolutamente tranquilos quanto à questão eleitoral. O nosso povo gosta de começar a trabalhar a partir do dia 7 de setembro. Tenho convicção de que vamos ganhar bem essa eleição”, disse. Em seu perfil no Facebook, Pimenta passou a citar diariamente as mentiras de seu adversário. Nesta quinta, o tucano disse que o PT tem afirmado que a Cidade Administrativa não reduziu os custos do governo. Em resposta, ele garante que a economia chegou a R$ 120 milhões em 2013. Para comprovar, mostra reportagens de jornais.

Anastasia tem 32 pontos de vantagem em corrida ao Senado O ex-governador Antonio Anastasia (PSDB) mantém com a folga a liderança na corrida à vaga do Senado por Minas Gerais, segundo pesquisa Datafolha. De acordo com o levantamento feito na segunda e terça-feira, Anastasia tem 44% das intenções de voto. A vantagem dele é de 32 pontos diante do segundo colocado, o estreante em eleições Josué Alencar (PMDB), filho do vice-presidente José Alencar (1931-2011), que marcou 12%. As pontuações de Anastasia e de Josué são as mesmas da pesquisa realizada pelo Datafolha na semana passada no Estado. Como a margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, Tarcisio (PSDC), que ficou com 3%, está tecnicamente empatado com Margarida Vieira, do PSB, que marcou 2%, e também com outros quatro candidatos, todos com 1% das intenções de voto. O Datafolha ouviu 1.295 pessoas, em 54 municípios do Estado. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral com os números MG-00080/2014 e BR-00584/2014.

Aécio e Dilma visitam BH neste sábado Aécio. O presidenciável Aécio Neves (PSDB) retorna à Belo Horizonte neste sábado em sua quinta visita ao Estado desde o início do período eleitoral. Acompanhado de Pimenta da Veiga (PSDB), ele fará uma caminhada pelas ruas da cidade, tendo como concentração a praça do Papa. Dilma. A presidente Dilma Rousseff (PT) também participa de agendas em Minas com seu afilhado político, Fernando Pimentel (PT). A petista participa de evento em Nova Lima, na região metropolitana, e, mais tarde, se reune com a juventude dos partidos aliados na região da Pampulha.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave