Ronaldinho terá que se esforçar na nova equipe

Colega de R10 no time mexicano diz que atleta deverá atuar como qualquer outro jogador

iG Minas Gerais | Da Redação |

Entrada.Ronaldinho postou foto do visto necessário para trabalhar no México, ontem, em uma rede social
Reprodução / Facebook
Entrada.Ronaldinho postou foto do visto necessário para trabalhar no México, ontem, em uma rede social

A presença dele, mesmo que seja para acompanhar uma partida, tende a causar um frisson nos torcedores do Querétaro-MEX, nesta quinta, no estádio Corregidora. Com sua estreia no novo clube adiada, Ronaldinho Gaúcho deverá apenas ter um contato com os aficionados do time antes do jogo desta quinta contra o Puebla, pelo Torneo Apertura.

“Em nenhum momento estava planejado que Ronaldinho jogaria (hoje). Ele não treinou, nem trabalhou nada com sua nova equipe. Vamos com calma”, afirmou Roberto Assis, irmão e empresário de R10, ao jornal mexicano “Milenio”.

Só que a chegada de R10 não agradou a todos os adeptos da equipe. Considerado a “contratação do século” do futebol mexicano, Ronaldinho se transferiu para o Querétaro sob uma circunstância que não agradou a uma ala da torcida da equipe.

Cada clube mexicano pode ter até cinco jogadores estrangeiros no elenco profissional. Para contar com R10, a diretoria do Querétaro precisou se desfazer de um gringo. O escolhido foi o uruguaio Diego Guastavino, o Guasta. A esposa do atacante está grávida de oito meses e, como foi dispensado no último dia da janela de transferência, Guasta terá de deixar o país, fato que revoltou parte da torcida.

Muitos aficionados acabaram sendo contra a vinda de Ronaldinho por conta do “descaso” com o uruguaio e sua esposa, que terá de viajar em meio a uma gravidez, o que pode ser prejudicial para ela e o bebê.

Elenco. No Querétaro, Ronaldinho irá reencontrar Danilinho, que também atuou pelo Atlético, no Brasileiro de 2012. Outro brasileiro do time, Antonio Naelson, o Sinha, disse que R10 é bem-vindo, desde que faça por onde o peso de sua contratação.

“Ele (Ronaldinho) é o patrão? Temos que trabalhar para ele? Eu acho que se não nos esforçarmos no trabalho coletivo, isso não vai servir de nada. Se o admiramos? Sim. E seguiremos admirando. Mas, no dia a dia, tem que trabalhar para que a equipe possa fluir e gerar resultados”, afirmou Sinha.

Polêmica. O Querétaro é conhecido por ser um clube polêmico, que conseguiu permanecer na Primeira Divisão Nacional, após ter comprado o Jaguares, e ser pivô de uma fraude milionária.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave