Com reforço 'canarinho', Cruzeiro vence o Bahia de virada e no sufoco

Raposa iniciou a virada contra o Tricolor Baiano em um pênalti que irritou muito os jogadores da equipe visitante

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

Esportes - Belo Horizonte  / BRASIL
Cruzeiro x Bahia partida valida pelo campeonato brasileiro valido pela 20 rodada.

Foto: Uarlen Valerio/ - 11-09-2014
Uarlen Valério
Esportes - Belo Horizonte / BRASIL Cruzeiro x Bahia partida valida pelo campeonato brasileiro valido pela 20 rodada. Foto: Uarlen Valerio/ - 11-09-2014

Valeu cada esforço celeste para contar com os selecionáveis no jogo contra o Bahia. Com ótima atuação do “quarteto canarinho”, o Cruzeiro venceu o tricolor por 2 a 1, nesta quinta-feira, no Mineirão, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. A categoria de Everton Ribeiro e o oportunismo de Ricardo Goulart garantiram a virada azul, após os baianos saírem na frente com Rafael Miranda.

A velocidade de Alisson e os bons passes de Lucas Silva também foram determinantes para a obtenção do triunfo, que foi muito valorizado pela entrega do adversário. O resultado mantém os cruzeirenses com sete pontos de vantagem para o São Paulo, adversário do próximo domingo, em um confronto que pode deixar o líder ainda mais tranquilo na ponta da tabela.

Com os selecionáveis Lucas Silva, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart iniciando a partida, e com a entrada de Marquinhos por causa do desgaste físico de Willian, o líder, com o apoio da torcida, foi pra cima do lanterna. A disparidade das campanhas e dos elencos não refletiu em nada na partida em campo.

Parecia que seria um jogo de ataque contra defesa, principalmente após a cabeçada de Manoel na trave, aos cinco minutos. Só parecia. O Bahia, como franco atirador, apostava nas saídas rápidas com Rhayner e Max Biancucchi e as subidas de Guilherme Santos.

O Cruzeiro seguiu pressionando e Lucas Silva até mandou uma bomba na trave, aos 26 min, mas o jogo adotado pelos visitantes foi mais eficiente. Três minutos depois, Guilherme Santos cruzou e Rafael Miranda, de esquerda, mandou para o fundo das redes.

Com o rival muito fechado, o líder teve apenas mais uma grande chance no primeiro tempo e a desperdiçou. Ricardo Goulart tocou para Moreno, que bateu cruzado e a bola raspou a trave de Marcelo Lomba.

No segundo tempo, a Raposa partiu para o sufoco. Logo aos dois minutos, Henrique cabeceou no canto e o goleiro do Bahia fez milagre. A pressão aumentou e Ricardo Goulart sofreu pênalti. Everton Ribeiro, com categoria, deixou tudo igual.

Com a expulsão do zagueiro Titi no lance da penalidade, o time celeste se adiantou, e o técnico Marcelo Oliveira tirou Henrique e colocou Dagoberto. Depois de insistir, sem sucesso, nas bolas levantadas na área, e ver Railan desperdiçar uma grande chance para os visitantes, a Raposa virou. Aos 25 min, Alisson cruzou, Moreno escorou e Ricardo Goulart concretizou a virada.

Léo, aos 30 min, e Moreno, aos 35 min, cabecearam na entrada da pequena área para fora, desperdiçando duas grandes chances de ampliar o placar. Everton Ribeiro ainda acertou a trave, antes do árbitro assinalar o fim do jogo e ser confirmada a 22ª vitória do Cruzeiro, em 2014, no Mineirão.

Leia tudo sobre: cruzeiroraposabahiamineiraoselecao brasileira