Atlético tem falhas pontuais e perde para o Corinthians no Itaquerão

Equipe mineira mantém fraco retrospecto atuando como mandante neste Brasileiro com nove pontos em 11 jogos

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDA |

SP - BRASILEIRÃO/CORINTHIANS x ATLÉTICO-MG - ESPORTES - Petros, do Corinthians, comemora após marcar gol diante do Atlético Mineiro, em partida   válida pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014, realizada na Arena Corinthians, na   zona leste São Paulo, quinta-feira (11).   11/09/2014 - Foto: ALE VIANNA/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO SU12011
ESTADÃO CONTEÚDO
SP - BRASILEIRÃO/CORINTHIANS x ATLÉTICO-MG - ESPORTES - Petros, do Corinthians, comemora após marcar gol diante do Atlético Mineiro, em partida válida pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014, realizada na Arena Corinthians, na zona leste São Paulo, quinta-feira (11). 11/09/2014 - Foto: ALE VIANNA/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO SU12011

O Atlético provou mais uma vez que a sorte e a competência não acompanham o time longe de Belo Horizonte. Mesmo com mais posse de bola e presença no ataque, o Galo não furou a retranca do Corinthians e perdeu ontem por 1 a 0 em falha pontual de sua defesa.

O próximo compromisso do Atlético será às 18h30 deste domingo, contra o Grêmio, na Arena Independência.

O jogo. O caldeirão do estádio em Itaquera foi formado e os gritos incessantes da arquibancada formaram a já conhecida pressão corintiana. Contudo, o Atlético manteve seu estilo dominando a posse de bola e dando espaços pontuais para os contra-ataques adversários.

Com a zaga consistente vista nos últimos jogos, o Galo começou mais incisivo no ataque e, por pouco, não abriu o placar em um daqueles lances raros pela esquerda: acerto milimétrico de cruzamento de Emerson Conceição. Porém, Jô deu mais uma evidência que a fase não é das melhores - são 19 jogos sem anotar gol - e, sozinho, cabeceou nas mãos de Cássio.

O Atlético teve um começo melhor de jogo, mas viu o Corinthians abrir o placar em falhas sequentes da defesa alvinegra. Emerson Conceição 'dormiu' e errou na linha de impedimento, dando condições para Romero cruzar pela esquerda e ver Jemerson falhar ao não afastar o perigo; a bola sobrou para Petros chutar e mexer no placar.

O Galo segurou um ensaio de pressão do rival, mas falhou no ataque. Se pelo lado direito, o time mineiro não contava com a inspiração costumeira de Marcos Rocha, Tardelli insistia nas jogadas pelo meio com passes bem sucedidos, mas não aproveitados pelo ataque.

A etapa final começou com uma substituição questionável: Guilherme foi acionado no lugar de Carlos e a má escolha de Levir Culpi foi atestada no decorrer da partida com apenas um bom lance do meia.

A insistência do Galo no ataque bateu de frente com uma retranca do Corinthians, fato que mantém o time paulista com a melhor defesa do torneio. Fim de duelo e mais pontos perdidos fora de BH.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave