Servidor que mudou perfis de jornalistas é identificado

De acordo com a nota da Casa Civil, durante o processo de investigação o servidor Luiz Alberto "assumiu a autoria das alterações"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

A Casa Civil da Presidência da República distribuiu nota informando que "a Comissão de Sindicância Investigativa, instaurada no âmbito da Casa Civil, identificou o servidor público ocupante de cargo efetivo da carreira de finanças e controle, Luiz Alberto Marques Vieira Filho, como autor das alterações nos verbetes "Miriam Leitão" e "Carlos Alberto Sardenberg" no Wikipédia utilizando recursos de informática do Palácio do Planalto".

Ainda segundo a nota, o servidor pediu afastamento do cargo e um processo administrativo disciplinar (PAD) foi aberto para dar prosseguimento às investigações e dar direito à ampla defesa do servidor. O PAD tem duração de 30 dias e, ao final, Luiz Alberto poderá perder seu cargo efetivo.

De acordo com a nota da Casa, durante o processo de investigação o servidor Luiz Alberto "assumiu a autoria das alterações". Na época, ainda de acordo com o Planalto, ele exercia cargo de assessor da Secretaria de Relações Institucionais (SRI) e atualmente ele ocupa a função de chefe da Assessoria Parlamentar do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, cargo do qual já solicitou desligamento.

A exoneração do referido servidor será publicada no Diário Oficial da União da próxima sexta-feira (12). Será aberto processo administrativo disciplinar (PAD), nos termos da Lei 8.112/1990, sobre o caso, assegurados amplo direito de defesa e do contraditório.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave