Pétrix é cortado e Diego Hypolito pode ter chance no Mundial

Confederação Brasileira de Ginástica tem pelo menos mais três semanas para alterar a lista mas atleta, que está entre os melhores no solo, desabafou no Facebook

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

MATT DUNHAM/ASSOCIATED PRESS
undefined

Horas depois de fazer um forte desabafo nas redes sociais e dizer que estava sendo aposentado da seleção antes de decidir parar, Diego Hypolito ganhou uma nova esperança de disputar o Mundial Masculino de Ginástica, que acontece em outubro, na China. Pétrix Barbosa, que teoricamente seria o primeiro reserva na competição, foi cortado nesta quinta-feira por lesão.

"Infelizmente aconteceu esse corte, no dia da viagem. Fiquei sabendo às 9 horas da manhã. Fiz exames ontem (quarta). Estava com muitas dores na lombar, vinha segurando, treinando. Eu seguia treinando forte, mas uma hora o fisioterapeuta falou: vamos fazer exames. É uma fratura na bilateral na L5", explicou Pétrix, em entrevista ao SporTV.

Na quarta, a FIG (Federação Internacional de Ginástica) anunciou a lista de inscritos no Mundial, sem Diego Hypolito. O ginasta, que está entre os melhores do mundo no solo e no salto, faz parte de um grupo de oito atletas que embarca esta noite para a aclimatação no Japão. A CBG (Confederação Brasileira de Ginástica) tem pelo menos mais três semanas para alterar a lista mas Diego preferiu desabafar no Facebook.

"Hoje (quarta) descobri que não tenho chance de medalha mundial! Engraçado, pois na competição da semana passada (Pan de Ginástica) tirei 15.625 (no solo)! E na semana anterior, 15.600 na seletiva para o Pan! Hoje a minha posição é segundo reserva do Mundial, sendo que sou o atual quinto do mundo de solo e o sexto do mundo de salto. Estão me parando antes de eu sair da ginástica", reclamou Diego.

Neste Mundial, a preocupação do Brasil é com o resultado por equipes - seis ginastas se apresentam, contando as quatro melhores notas por aparelho. Afinal, o time brasileiro precisa ficar entre os 24 melhores para se garantir no Mundial de 2015, quando estarão em jogo oito vagas por equipes para os Jogos do Rio/2016. O Brasil só tem garantido um ginasta na Olimpíada e, se quiser ter equipe completa, precisa obter a classificação por méritos.

Atualmente, o Brasil tem cinco atletas com bons resultados no individual geral: Sergio Sasaki, Artur Nory Mariano (finalistas do Mundial 2013), Lucas Bitencurt (melhor brasileiro do Pan), Caio Souza (duas medalhas no Pan) e Francisco Barretto (especialista nos piores aparelhos da ginástica brasileira: barra fixa, paralelas e cavalo com alças).

A equipe seria fechada por Arthur Zanetti, que colaborou com a nota por equipes no Pan no solo e é favorito ao título mundial nas argolas. Hypolito, que só somaria nota para o time no salto e no solo (em que há outras atletas bons), não teria um papel tão decisivo na disputa por equipes. Por isso, a função de primeiro reserva na China seria de Pétrix.

"O Diego poderia ter esperado um pouco. Entendo a chateação, mas ele poderia ter esperado um pouco mais", comentou o atleta cortado, lembrando que Diego tinha a opção de segurar as críticas à espera de um corte (que veio) ou de ganhar a vaga convencendo a comissão técnica. Agora, o veterano da seleção deverá ser o primeiro reserva no Mundial.

Leia tudo sobre: PÉTRIXDiego Hypolitoginástica artísticacorte