Após vexame, Portugal anuncia saída de Paulo Bento

Eliminação precoce da seleção portuguesa da Copa do Mundo e os maus resultados nos amistosos pós mundial resultaram na demissão do treinador; substituto deve ser anunciado nos próximos dias

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

undefined

A inesperada derrota para a fraquíssima Albânia em casa, na estreia das Eliminatórias para a Eurocopa de 2016, foi a gota d'água para a trajetória de Paulo Bento à frente da seleção portuguesa. Nesta quinta-feira, a federação de futebol do país anunciou a saída do treinador. Segundo a entidade, a decisão aconteceu em "conjuntamente".

"A Federação Portuguesa de Futebol comunica que hoje, 11 de setembro, termina o vínculo contratual de Paulo Bento com a FPF e a serviço das seleções", apontava comunicado oficial no site da entidade. "Esta foi uma decisão tomada conjuntamente entre a direção da FPF e Paulo Bento."

A situação do treinador à frente da seleção portuguesa já havia ficado delicada com a péssima campanha na Copa do Mundo. Mesmo contando com o melhor jogador do mundo - Cristiano Ronaldo -, a equipe não passou da primeira fase do torneio, tendo terminado na terceira posição do Grupo G, após ser goleada pela Alemanha (4 a 0), empatar com os Estados Unidos (2 a 2) e bater Gana (2 a 1).

Se o trabalho de Paulo Bento já era questionado, as críticas se intensificaram com a vexatória derrota para a Albânia no último domingo, por 1 a 0, em pleno Estádio Municipal de Aveiro. Sem Cristiano Ronaldo, deixado de fora da convocação por problemas físicos, a seleção sucumbiu e apresentou um péssimo futebol.

A imprensa local não perdoou o resultado e atacou a equipe e o treinador. O diário esportivo Record estampou na capa a palavra "Vergonha" para descrever a derrota. Já o jornal A Bola foi além e escreveu na manchete: "A maior vergonha da seleção na história".

A pressão sobre Paulo Bento ficou insustentável e a saída ocorrida nesta quinta era iminente. Mesmo assim, a federação portuguesa agradeceu o treinador pelos serviços prestados. "Agradecemos tudo o que Paulo Bento fez pela nossa seleção, especialmente pela classificação de Portugal para a Eurocopa de 2012 e para o Mundial de 2014."

O técnico estava no comando da seleção portuguesa desde 2010 e teve na Eurocopa de 2012, na qual chegou nas semifinais, seu melhor resultado. A FPF prometeu anunciar seu substituto nos próximos dias. "A FPF já está trabalhando em uma solução estruturada para dirigir as nossas seleções, e que será conhecida em breve", apontou.