Copom aumenta projeção para reajuste no preço da energia elétrica

Para o conjunto de preços administrados por contrato e monitorados, a projeção é 5% em 2014, mesmo valor considerado na reunião do Copom de julho

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Sem benefício. Preço da energia elétrica está aumentando por causa da estiagem e dos custos das distribuidoras, que estão sendo repassados para o consumidor
Daniel de Cerqueira/O Tempo
Sem benefício. Preço da energia elétrica está aumentando por causa da estiagem e dos custos das distribuidoras, que estão sendo repassados para o consumidor

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) aumentou a projeção para o reajuste nos preços da energia elétrica em 2014, de 14%, previstos em julho, para 16,8%. A informação consta da ata da última reunião do comitê, divulgada nesta quinta-feira (11).

A estimativa para a redução nas tarifas de telefonia fixa passou de 3,8% para 6,3%, este ano.

Para o conjunto de preços administrados por contrato e monitorados, a projeção é 5% em 2014, mesmo valor considerado na reunião do Copom de julho. Segundo o BC, essa projeção considera variações ocorridas, até julho, nos preços da gasolina (-0,1%) e do botijão de gás (0,6%), bem como as projeções para as tarifas de telefonia fixa e de energia elétrica.

Em 2015, a estimativa de variação dos preços administrados é 6%, mesma projeção divulgada em julho. Para 2016, o BC projeta 4,9%, ante 4,8% considerados na reunião de julho.

Leia tudo sobre: EconomiaEnergia ElétricaCopomBanco CentralBrasilAumentoprojeçãoreajuste