Primeiro duelo dos paredões

Os arqueiros ainda jogarão em ida e volta pelas quartas de final da Copa do Brasil em outubro

iG Minas Gerais | FERNANDO ALMEIDa e THIAGO PRATA |

Cássio foi fundamental nas conquistas da Libertadores e do Mundial de 2012
MAURO HORITA/AE – 19.7.2014
Cássio foi fundamental nas conquistas da Libertadores e do Mundial de 2012

Quando se vê o atleticano Victor debaixo das traves e o corintiano Cássio se posicionando da mesma forma, só que do outro lado do campo, o placar de 0 a 0 surge como um bom palpite para amantes do futebol que se aventuram num ‘bolão’ entre amigos ou em bolsas de apostas. Com os dois goleiros vivendo ótimas fases e ostentando números significativos, vitórias por 1 a 0 podem ser consideradas goleadas durante a ‘overdose’ de partidas entre as duas equipes em pouco mais de um mês.

Nesta quinta, às 19h30, no Itaquerão, Galo e Timão contam com a competência e a segurança de seus arqueiros. Além de ser um confronto direto por vaga no G-4 – o time paulista tem 33 pontos, três a mais que o mineiro –, o embate funciona como prévia dos encontros pelas quartas de final da Copa do Brasil, marcados para os dias 1º e 15 de outubro.

Apesar de serem referência na posição no país, tanto para torcedores quanto para a imprensa, Victor e Cássio ficaram fora na primeira lista de convocados do técnico Dunga, em seu retorno à seleção brasileira. Talvez os próximos jogos possam mudar a opinião do treinador do combinado verde e amarelo, que também pode prestar atenção nos números de ambos os goleiros.

Cássio é um dos pilares da defesa menos vazada do Campeonato Brasileiro. Em 19 partidas, o Corinthians sofreu apenas 12 gols, sendo que o arqueiro principal do time levou somente dez nos 17 duelos que disputou no torneio. Com isso, o goleiro detém a incrível marca de 0,59 gol sofrido por jogo.

Por sua vez, Victor não sabe o que é sofrer um gol há cinco confrontos na temporada – três disputas pelo Brasileiro e duas pela Copa do Brasil. A última vez em que teve a meta vazada se deu no dia 20 de agosto, na derrota do Galo para o Flamengo, por 2 a 1. De lá para cá, levou a melhor sobre todos os jogadores que enfrentou. Invicto há três semanas, obteve sua maior série sem levar gols pelo Galo.

“Uma marca expressiva, difícil devido à qualidade dos rivais. É comemorar e aumentar. Quando não se toma gol, é meio caminho andado para as vitórias. É manter esse equilíbrio no Brasileiro e na Copa do Brasil”, disse Victor, que mantém esperanças em voltar à seleção.

“Não tem por que perder a confiança. O trabalho te projeta para a seleção, que é uma projeção do clube. Sou funcionário do Atlético e procuro fazer o meu melhor. Seleção é consequência”, disse.

Sonho. O goleiro Victor sempre deixou claro que sua principal meta com a camisa alvinegra hoje é conquistar um título do Campeonato Brasileiro. Trata-se de um troféu que o jogador ainda não possui no currículo, que já conta com Copa do Brasil (2005, pelo Paulista) e Libertadores (2013, pelo Atlético), além de Estaduais por Grêmio e Galo.

Só que o sonho de ganhar o Nacional deste ano está longe. A distância para o líder, Cruzeiro, é de 13 pontos.

“Estamos com uma pontuação abaixo do que imaginávamos devido ao começo ruim. A gente perdeu muito ponto bobo em casa e deixou de somar fora. Mas não podemos lamentar. Nossa pontuação hoje nos dá condição de brigar pelo G-4. É pensar nisso e depois na ponta da tabela”, destacou Victor.

Tardelli está relacionado, mas questão física preocupa O Atlético divulgou a lista dos atletas relacionados para a partida desta noite, contra o Corinthians. Os destaques são os retornos do atacante Diego Tardelli e do lateral-esquerdo Douglas Santos, que estavam, respectivamente, nas seleções principal e sub-21. De acordo com a assessoria do Galo, Tardelli tinha desembarque em São Paulo previsto para nesta quarta à noite e estará à disposição do técnico Levir Culpi. O que preocupa é a questão física do atleta, que atuou contra o Equador na noite dessa terça-feira, nos Estados Unidos, e deixou o campo de jogo reclamando de dores musculares. Confira os 21 jogadores relacionados: Victor e Uilson (goleiros); Marcos Rocha, Alex Silva, Douglas Santos e Emerson Conceição (laterais); Fillipe Soutto, Claudinei, Leandro Donizete e Eduardo (volantes); Guilherme e Dodô (meias); Diego Tardelli, Jô, André, Luan e Carlos (atacantes).

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave