Conservação ruim e erro são possíveis causas

A professora da PUC Minas e membro do Grupo de Pesquisa Sociedade e Meio Ambiente, Denise Pereira, afirmou que o rompimento pode ter tido início com fissuras ou vazamentos

iG Minas Gerais | Aline Diniz e Johnatan Castro |

Especialistas acreditam que a conservação inadequada ou um erro durante a manutenção desta quarta podem ter causado o rompimento. A análise foi feita com base em exemplos anteriores, já que os estudiosos não conhecem detalhes do acidente. “Houve algum tipo de conduta inadequada. O colapso, com certeza, está associado a essa obra”, disse Rinaldo Mancin, diretor do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram).

Joaquim Ávila, da Comissão de Barragens de Rejeitos do Icold (sigla em inglês para Comissão Internacional de Grandes Barragens), destaca que a manutenção dessas estruturas deve ser constante. “Acidentes assim ocorrem com certa frequência, e os casos estudados mostram que as causas não eram complexas, e sim técnicas, falta qualidade”.

A professora da PUC Minas e membro do Grupo de Pesquisa Sociedade e Meio Ambiente, Denise Pereira, afirmou que o rompimento pode ter tido início com fissuras ou vazamentos. Segundo ela, “o enorme peso da água, terra e rejeitos pressionam a barragem”. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave