Gilvan deseja exercer mais um mandato como presidente do Cruzeiro

À frente da Raposa desde 2012, atual mandatário confirma que concorrerá à reeleição por mais um triênio de poder no clube

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

No dia da posse, novo presidente anuncia contratação do volante Árias
ANGELO PETTINATI
No dia da posse, novo presidente anuncia contratação do volante Árias

Um dos responsáveis pelo atual momento de glória do Cruzeiro, atual campeão brasileiro, o presidente Gilvan de Pinho Tavares pensa em seguir à frente da Raposa por mais um mandato. A intenção do atual mandatário celeste é ficar no clube até 2017.

“Estou ainda no final do primeiro mandato, que termina em 31 de dezembro, e posso, portanto, ter mais um mandato de três anos. E quero exercer esse mandato”, afirmou Gilvan em entrevista à TV Cruzeiro.

Candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o presidente da Raposa afirma que, caso eleito deputado estadual, não deixará de lado suas atribuições

“Como deputado estadual não preciso me afastar de Minas Gerais. Na Assembleia Legislativa, estarei perto do Cruzeiro e em condição de administrar o clube”, garantiu o candidato pelo Partido Verde (PV).

Gilvan foi eleito presidente do Cruzeiro em 2012, após substituir os irmãos Perrella. Zezé e Alvimar ficaram à frente da Raposa durante 17 anos. No pleito que o colocou na cadeira presidencial celeste, Tavares desbancou o radialista Alberto Rodrigues, conhecido por seu trabalho na Rádio Itatiaia e ex-vereador de Belo Horizonte. Na ocasião, Gilvan venceu por 391 votos a 48. 

Leia tudo sobre: cruzeirogilvan de pinho tavaresraposaeleição