Brasil bate Bulgária e segue invicto no Mundial de Vôlei

Bloqueio brasileiro fez diferença nos momentos decisivos do jogo; vitória sobre a equipe búlgara garante a seleção verde amarela o primeiro lugar no grupo F

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Brasil vai em busca do décimo título da Liga Mundial e está no grupo A, junto de Argentina, Polônia, França, Bulgária e EUA
Alexandre Arruda / CBV
Brasil vai em busca do décimo título da Liga Mundial e está no grupo A, junto de Argentina, Polônia, França, Bulgária e EUA

O Brasil começou muito bem a sua participação na segunda fase do Mundial de Vôlei. Após vencer as cinco partidas que disputou na etapa inicial do torneio, a equipe dirigida por Bernardinho derrotou nesta quarta-feira a Bulgária por 3 sets a 0, com parciais de 25/15, 25/21 e 25/21, em 1 hora e 16 minutos, em partida disputada na Spodek Arena, em Katowice, na Polônia.

O triunfo deixa o Brasil na liderança do Grupo F, com 12 pontos em quatro partidas - as equipes levam para a segunda fase os resultados da primeira etapa contra as equipes que avançaram na competição. E os três primeiros colocados se garantem na terceira fase. A Rússia é a segunda colocada na chave, com 11 pontos, após derrotar a Finlândia por 3 sets a 0, com parciais de 25/10, 25/18 e 25/16, nesta quarta-feira.

Com o levantador Bruno de volta ao time titular, o Brasil começou a partida também com Wallace, Sidão, Lucão, Lucarelli e Murilo, além de ter utilizado os líberos Mário Jr. e Felipe. Já Vissotto, Raphael, Lipe entraram durante o confronto.

Com ótimo desempenho no bloqueio, o Brasil abriu 5/0 no set inicial e foi ao primeiro tempo técnico vencendo por 8/3. E a vantagem chegou a ser ampliada para 11/4 com três pontos seguidos de Sidão. Sem dificuldade, a seleção foi ao segundo tempo técnico vencendo por 16/9. Mesmo assim, Bernardinho realizou a inversão do cinco e um, com as entradas de Vissotto e Raphael. E o Brasil fechou o set em 25/15 com um ataque de Wallace.

O começo do segundo set foi mais equilibrado, mas o Brasil conseguiu ir ao primeiro tempo técnico vencendo por 8/6, com o bom desempenho de Wallace no saque e de Murilo no ataque. A parcial seguiu equilibrada, com a seleção, que fez 16/13, quase sempre à frente do placar. Nos momentos decisivos, o bloqueio brasileiro fez a diferença e a equipe venceu a parcial por 25/21 em um ataque de Sidão.

O terceiro set foi o mais difícil para o Brasil na partida. A Bulgária começou melhor a parcial e chegou a abrir 11/7. A partir daí, porém, a seleção iniciou a sua reação. A equipe conseguiu a virada para 18/17 em um ace de Raphael, que entrou em quadra na inversão do cinco e um. O Brasil, então, passou a liderar o placar e fechou a parcial em 25/21, com um ataque de Murilo, e o jogo em 3 sets a 0, assegurando mais uma vitória no Mundial de Vôlei.

Agora, após derrotar a Bulgária, o Brasil terá pela frente a China, nesta quinta-feira, às 11h40 (horário de Brasília), em mais uma partida na sua luta pelo quarto título mundial consecutivo.

OUTRO RESULTADO - Além das vitórias de Brasil e Rússia, ambas pelo Grupo F, a Sérvia derrotou a Itália por 3 sets a 0, com parciais de 25/19, 29/27 e 25/22, pelo Grupo E, na outra partida já encerrada nesta quarta-feira.

Leia tudo sobre: mundial masculino de voleibrasilbulgariabruninhochina