“Redução é tendência”, diz governo

iG Minas Gerais |

O Ministério da Saúde informou, em nota, que a redução no número de leitos em algumas áreas é uma tendência mundial. Segundo o órgão, a queda ocorre principalmente em virtude do avanço da medicina, que propiciou uma redução do tempo de internação em determinados procedimentos, como nas cirurgias realizadas por vídeo. Outra causa é o fato de o tratamento hoje ser realizado cada vez mais fora do ambiente hospitalar, como em ambulatórios ou até em casa.

A pasta ressaltou que, apesar da mudança, Minas teve aumento de leitos do SUS, de 34.532 em 2010, para 34.779 em 2013. Porém os dados mostram que essa evolução não acompanhou o crescimento da população.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) informou que regula as operadoras de planos de saúde, e não os prestadores de serviço e, por isso, não comentaria o déficit de leitos. (LC)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave