PSDB foca candidata à reeleição

iG Minas Gerais |

Deixado de lado pelas duas principais candidatas à Presidência – Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB) –, o tucano Aécio Neves tem centrado as críticas por meio do rádio e da TV no governo da candidata à reeleição e opta por dar menos ênfase à ex-senadora, à qual pode se aliar em um segundo turno da disputa.

No programa que foi ao ar na noite de ontem, Aécio critica o escândalo de corrupção da Petrobras. “Não dá mais para aguentar e achar que isso é normal, aceitável”, afirma. Em outro trecho, diz que a mudança tem que ser “segura e com competência”.

A propaganda levou ao ar depoimentos de aliados, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o ex-governador de Minas Antonio Anastasia, entre outros.

O senador abriu seu programa da tarde dizendo que Dilma “sempre procura uma desculpa ou culpado para justificar aquilo que não resolveu”. Após a introdução, o programa do PSDB seguiu utilizando quase todo o tempo de quatro minutos e 35 segundos para criticar a segurança pública no país, trazendo como principal proposta a redução da maioridade penal.

“Aécio é a favor de diminuir a maioridade penal em casos de reincidência e crimes hediondos. A Dilma é contra. A Marina também é contra”, afirmam locutores do programa. (LP)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave