Quarteto de músicos toca obra do palestino Samir Odeh-Tamimi

Fundação de Educação Artística recebe compositor que dará palestra e oficina de composição musical

iG Minas Gerais | gustavo rocha |


Com seu estilo eclético, Samir é referência na música erudita
Divulgacao / Jerry Geiger
Com seu estilo eclético, Samir é referência na música erudita

Que a arte contemporânea é marcada pela relativização e supressão de fronteiras já é sabido. No entanto, a contaminação de estilos e culturas é algo mais esperado (e até prevísivel) para alguns estilos mais “modernos”. Dessa maneira, não é de se esperar que a música erudita beba dessa fonte, certo? Errado.

O palestino Samir Odeh-Tamimi, que terá parte de sua obra interpretada por um quarteto de músicos, hoje, na Fundação de Educação Artística – como parte do Projeto Composição em Foco – é a prova viva que “até” a música mais tradicional pode se influenciar por diversas culturas. Odeh-Tamimi estará presente no concerto, onde fará um breve colóquio para o público presente.

“O Samir tem uma trajetória bastante peculiar. Ele tocou bastante tempo a música mais tradicional árabe. Principalmente, teclado e percussão. Depois, ele se mudou para a Grécia, onde teve contato com uma certa vanguarda contemporânea da música erudita ocidental. Sua música é feita dessa fusão de influências. Não é árabe e tampouco é europeia”, comenta Sérgio Rodrigo, curador do projeto.

Esta será a primeira apresentação ao vivo da obra de Odeh-Tamimi para o público de Belo Horizonte. A vinda dele à cidade acontece graças a uma parceria com o Festival Artes Vertentes, de Tiradentes, para onde o palestino segue depois de Belo Horizonte. O festival começa na sexta-feira.

O desafio de tocar a marcante obra de Odeh-Tamimi será encarada pelo quarteto formado pelo pianista Gustavo Carvalho – que é curador do Artes Vertentes –, o clarinetista Iura de Rezende, o percussionista Fernando Rocha e o flautista Maurício Freire. “Desde sua primeira vinda ao Brasil, em 2012, o Samir mantém um contato bastante interessante com o Gustavo (Carvalho)”, comenta Rodrigo. “Apenas o Maurício ainda não tocou músicas dele. O Fernando já foi à Alemanha (Odeh-Tamimi reside há alguns anos em Berlim) tocar em um concerto de músicas do Samir e o Gustavo já tem essa relação direta com ele”.

Amanhã, o estrangeiro irá oferecer uma oficina gratuita de composição para músicos também na Fundação de Educação Artística.

Agenda

O quê. Concerto com as obras de Samir Odeh-Tamimi.

Quando. Hoje, às 21h

Onde. Fundação de Educação Artística (rua Gonçalves Dias, 320, Funcionários)

Quanto. R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave