Ciro Nogueira promete renunciar

iG Minas Gerais |

Brasília. Citado pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto da Costa como um dos congressistas envolvidos no esquema de corrupção na estatal, o senador Ciro Nogueira (PP-PI) prometeu ontem renunciar ao mandato se ficar comprovado qualquer vínculo seu com o ex-diretor ou com as irregularidades na estatal.

Nogueira também exonerou o servidor de seu gabinete que viajou de Brasília para São Paulo, em janeiro de 2012, com passagem paga pelo doleiro Alberto Youssef, como revelado ontem pelo jornal “O Estado de S. Paulo”.

Em carta encaminhada ao juiz Sérgio Fernando Moro, da 13ª Vara Criminal de Curitiba (PR), que investiga o caso, Nogueira se diz “perplexo” com as acusações que ligam o seu nome à Operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Nogueira diz que vai renunciar se houver registros financeiros vinculados às confissões de Costa ou se surgirem áudios, vídeos ou “qualquer conversa imprópria do ponto de vista ético” entre ele e o ex-diretor ou outro integrante do esquema.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave