Jovem mata irmão que impediu mãe de fazer empréstimo em Ataléia

Mulher de vítima foi quem apontou o cunhado como o principal suspeito; irmãos teriam se desentendido no dia anterior ao crime; mãe não estava na casa

iG Minas Gerais | Fernanda Viegas |

Um jovem de 18 anos é o principal suspeito de matar o irmão a tiros, em frente a casa da mãe de ambos, na zona rural de Ataléia, na região do Vale do Jequitinhonha, na noite dessa segunda-feira (8). A mulher da vítima estava com ele no momento do crime.

À Polícia Militar (PM), a viúva contou que chegava com o marido em uma moto na casa da sogra, na Fazenda Roma de Areia, no bairro Córrego de Areia, e que ao parar no portão, ela desceu para guardar alguns objetos e ouviu barulho de vários disparos de arma. Assustada, correu e se escondeu em um matagal, após escutar o marido gritar para ela fugir, já que ele teria sido atingido.

Quando ela percebeu que alguém saiu em uma moto, deixou o esconderijo para procurar por seu marido Lidiomar Gomes Barbosa, 41, mas não o encontrou. Ela chamou a PM, que encontrou o corpo do homem, caído em meio a uma vegetação à beira de uma cerca, segurando uma faca. A perícia constatou uma perfuração na região lombar, do lado direito, e outra na clavícula esquerda. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal de Teófilo Otoni e a faca foi apreendida.

A mulher ainda relatou que no dia anterior, V.N.F., 18, teria ameaçado a própria mãe, na tentativa de obrigá-la a fazer um empréstimo junto a um banco para ele. Contudo, Barbosa teria interferido em favor da mãe e os dois brigaram.

Além disso, a testemunha afirmou que antes de matar o próprio irmão, o suspeito teria retirado a mãe de casa e a levado para a residência de parentes, já com a intenção de matar Babosa. Até o momento, o suspeito não foi localizado.

Leia tudo sobre: irmãojovemmãecasacunhadoempréstimo