Natal já chega a lojas especializadas a partir desta quarta

Panetones estarão nas gôndolas ainda nesta semana

iG Minas Gerais | ludmila pizarro |

‘Clima em BH’. Segundo CDL, movimento é para “introjetar no consumidor a ideia do clima de Natal”
ALEX DE JESUS/O TEMPO
‘Clima em BH’. Segundo CDL, movimento é para “introjetar no consumidor a ideia do clima de Natal”

Estamos a 106 dias do Natal, mas para o comércio de Belo Horizonte ele começa daqui a 24 horas. A partir desta quarta, já será possível encontrar em lojas especializadas, como a Casa Futuro, objetos e enfeites natalinos. “O material de Natal está todo no estoque, e até o dia 15 ou 20 de setembro a decoração das lojas estará pronta”, afirma Cláudia Travesso, dona da loja de decorações em Lourdes, em Belo Horizonte. Os panetones também já estão chegando nessa semana às redes de supermercado como Walmart e Carrefour. No caso do Walmart, houve uma antecipação da venda em mais de 15 dias em relação ao ano passado. A expectativa da rede é aumentar as vendas de panetones em 20% em relação a 2013. Para a economista Ana Paula Bastos, da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), o movimento está muito mais ligado ao marketing do que a vendas. “Isso serve para introjetar no consumidor a ideia que ele já deve entrar no clima do Natal” afirma. Quem concorda com o raciocínio é a gerente de marketing da Bauducco, Renata Del Claro. “Nosso primeiro objetivo não é a venda. Esses produtos que estão chegando aos supermercados são os tradicionais: panetone e chocotone de 500 g. Eles cumprem um papel importante para o mercado varejista. Para o consumidor, o Natal começa quando os panetones chegam às prateleiras do supermercado”, declara Renata. Para a gerente, esses panetones são para os “consumidores que anseiam pelo produto, que aguardam o fim do ano para consumi-lo”. Para a economista, outra vantagem da estratégia é saber o que vai agradar ao cliente. “Os produtos no mercado mais cedo ajudam o varejista a se programar e conhecer melhor o comportamento do cliente”. Cenário. A chegada do clima de Natal não significa que as vendas serão boas, segundo a economista da CDL. “Temos aumento de inflação, crédito escasso, juros altos e crescimento da inadimplência. Nada disso é positivo para o comércio” analisa Ana. Para ela, em 2014 “teremos um Natal de lembrancinhas. Principalmente se tivermos uma mudança na política monetária após as eleições em outubro”, analisa Ana Paula. Mesmo assim, a Bauducco está otimista com as vendas do final do ano. Segundo Renata Del Claro, só em 2013 a venda dos diversos tipos de panetones comercializados pela empresa cresceu 13% se comparado com 2012. “No acumulado de 2009 para cá, tivemos um aumento de vendas acima de 20%”, comemora a gerente. A Bauducco pretende manter o mesmo crescimento de 2013 neste ano. A Pandurata Alimentos tem 62% do mercado de panetones do Brasil se somar as três marcas que controla: Bauducco, Visconti e Tommy. A empresa é a maior produtora de panetones do mundo. 

Mercado Projetos. A Casa Futuro especializou-se em projetos de Natal para ruas e empresas. “É um mercado em crescimento e tivemos mais procura que em 2013”, diz a empresária Cláudia Travesso.

Lançamentos de produtos Até 13 de setembro: Chegam os panetones tradicionais nas gôndolas dos supermercados. Entre eles, estão os panetones com a maior faixa de venda que são os com frutas cristalizadas e o chocotone Bauducco, encontrados em embalagens de 500 g. A partir da segunda quinzena de outubro: É a vez dos pontos de venda receberem os panetones da linha premium. Este ano a Bauducco terá lançamentos como chocolate com avelã e mousse, dentre outros. Além disso, panetones com cobertura especial poderão ser comercializados. Fim de novembro e início de dezembro: São disponibilizados os panetones da marca que estão na linha de presentes. Os produtos são vendidos em embalagens especiais como latas decorativas. Além disso, os panetones especiais vão ganhar novas embalagens. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave