A 35 pontos do sonhado tetra

Time precisaria de 11 vitórias e dois empates, mas título pode vir até com pontuação menor

iG Minas Gerais | Bruno Trindade e Guilherme Guimarães |

Cautela. Para Willian, segundo turno será mais difícil, pois o Cruzeiro passou a ser o “alvo”
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Cautela. Para Willian, segundo turno será mais difícil, pois o Cruzeiro passou a ser o “alvo”

Se, a cada rodada, os indícios apontam para uma nova conquista do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, o fim do primeiro turno mostra que será muito difícil para os rivais evitarem que a Raposa obtenha sucesso total na Série A. Com 43 pontos, o clube celeste precisa de mais 35, de 57 em disputa, para comemorar o tetra – 11 vitórias e dois empates, ou outra combinação que alcance esses números.

Desde 2006, quando a disputa passou a ser realizada com 20 clubes, o campeão com maior pontuação foi o São Paulo, em 2006, que chegou aos 78 pontos.

Além de torcerem para os tropeços celestes, os rivais precisam melhorar os seus aproveitamentos se quiserem evitar a hegemonia mineira na competição (veja infografia abaixo). Enquanto os adversários buscam soluções, seja na calculadora, em uma “receita” para parar o líder ou uma forma de se alcançar mais vitórias, o Cruzeiro segue tranquilo na tabela.

A vantagem para o vice-líder, o São Paulo, é de sete pontos, o que torna o Cruzeiro, segundo o atacante Willian, o foco dos demais concorrentes. “Por sermos os líderes do campeonato, somos o alvo. Querem nos vencer para tomar o nosso posto. A dificuldade será cada vez maior. Que possamos ser inteligentes, ter essa visão para nos sobressair sobre os adversários e conseguir as vitórias”, declarou.

O jogador prevê maiores dificuldades no segundo turno da competição. “Os sete primeiros vão lutar pelo título, porque sabemos que o campeonato é muito louco e que pode haver viradas. Que o Cruzeiro possa estar sempre na frente, fazendo bons jogos”, disse.

O zagueiro Manoel, que substituirá o suspenso Dedé, contra o Bahia, na quinta-feira, disse que a equipe não fica pensando nos rivais. “Não nos preocupamos com os adversários, temos que melhorar a cada dia. Temos que jogar, ganhar os jogos, de quem está em baixo, ou de quem está em cima (na tabela). Vamos para cima para ajudar o Cruzeiro”, afirmou.

Absolvido

Marcelo Moreno. Artilheiro do Brasileiro com dez gols, Marcelo Moreno foi absolvido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), nesta segunda, da acusação de agressão contra o zagueiro Bruno Uvini, do Santos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave