‘Apoiarei o Lula em qualquer circunstância’

Sobre a reforma política, Dilma acrescentou que, “se for acabar com a reeleição, tem de dar mandato de cinco anos”

iG Minas Gerais |

São Paulo e Brasília. A presidente Dilma Rousseff (PT) disse nesta segunda não se incomodar com o movimento “Volta, Lula”, que pede que o ex-presidente se candidate em seu lugar neste ano.  

“Todo mundo que apostou em algum conflito entre o Lula e eu errou. Tenho com o Lula uma relação fortíssima, pessoal”, afirmou. “Apoiarei o Lula em qualquer circunstância. O que ele quiser fazer apoiarei. Estarei com ele em todas as circunstâncias, não só em 2018”, completou.

Sobre a reforma política, Dilma acrescentou que, “se for acabar com a reeleição, tem de dar mandato de cinco anos”. A presidente argumentou que a população quer melhorias na representatividade e no financiamento de campanha.

A petista afirmou também que pretende convocar um plebiscito sobre a reforma política em um eventual segundo mandato – não convocou após os protestos pois houve “contestações”. Ela também é contra a coincidência de todas as eleições.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave