Sem citar Marina, site de Lula exalta feitos em área ambiental

No documento publicado, o Instituto Lula aponta ainda que as gestões petistas investiram "como nunca em fontes alternativas de energia

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Sem citar Marina, site de Lula exalta feitos em área ambiental
Heinrich Aikawa/Instituto Lula
Sem citar Marina, site de Lula exalta feitos em área ambiental

Sem citar a passagem da presidenciável Marina Silva (PSB) pelo Ministério do Meio Ambiente, o site "O Brasil da Mudança", mantido pelo Instituto Lula, divulgou nesta segunda-feira (8) as realizações do governos Lula e Dilma Rousseff no setor.

O texto fala que o Brasil combina desenvolvimento econômico com preservação ambiental e tornou-se exemplo para o mundo.

"Com Lula e Dilma, o Brasil tornou-se referência mundial em preservação do meio ambiente. Reduzimos em 79% o desmatamento na Amazônia, com uma fiscalização rigorosa e a oferta de alternativas econômicas sustentáveis às populações locais".

Marina foi ministra do Meio Ambiente de Lula entre janeiro de 2003 e maio de 2008. Na época, ela alegou que deixou o cargo pela "dificuldade que encontrou para prosseguir com a agenda ambiental e a insuficiente 'sustentação política' para as questões do setor".

No documento publicado, o Instituto Lula aponta ainda que as gestões petistas investiram "como nunca em fontes alternativas de energia e construímos, com impactos ambientais cada vez menores, as grandes hidrelétricas que o país precisa para continuar crescendo, gerando um número recorde de empregos e promovendo a ascensão social de milhões de brasileiros".

De acordo com o material, os governos do PT criaram "novas unidades de conservação e ampliamos as já existentes, aumentando em mais de 50 % a extensão total de área protegida".

"Somos líderes mundiais em redução de emissão de gases de efeito estufa (GEE). Entre 2001 e 2011, a redução das emissões brasileiras, decorrente da queda recorde no desmatamento, chegou a 1 bilhão de toneladas de gás carbônico, segundo cálculos da organização Union of Concerned Scientists - UCS (União dos Cientistas Preocupados, em português)".

"Em 12 anos, mostramos ao mundo que é possível conciliar desenvolvimento econômico e preservação do meio ambiente", completa o texto.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave