Moradores de favelas da capital ganham espaço para debater ideias

Central Única das Favelas de Minas Gerais (Cufa - MG) iniciou suas atividades na tarde desta segunda-feira (

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Moradores de favelas de Belo Horizonte ganharam um espaço no Centro da capital para debater questões relacionadas as comunidades. Por volta de 14h30, desta segunda-feira (8), a Central Única das Favelas de Minas Gerais (Cufa - MG) iniciou suas atividades em um escritório dentro do Shopping Uai, na rua Saturnino de Brito, na região central.

A inauguração do espaço contou com a presença dos fundadores da organização, Celso Athaide e Nega Gizza, e de membros que compõe a entidade em várias partes do Estado, além de autoridades, parceiros e apoiadores.

Conforme informações da Cufa, a criação do espaço tem objetivo  de disponibilizar um local de discussão para moradores e lideranças de comunidades. A ideia é criar um protagonismo em projetos executados nas favelas de Belo Horizonte e de todo Estado.

Só em Belo Horizonte, a Cufa atua diretamente em 25 comunidades. A central também está presente em oito cidades da região metropolitana e seis do interior de Minas. Em todo país, 27 estados contam com o apoio da central.

A Cufa ainda auxilia em 17 países do mundo. O objetivo da organização é se consolidar “nos pilares político, cultural, social, esportivo e inovando no empreendedorismo na base da pirâmide”.

Organização

A central foi fundada no Rio de Janeiro por jovens moradores de favelas que tinham objetivo de expressar suas atitudes, questionamentos ou simplesmente sua vontade de viver.

Saiba mais sobre a organização pelo site: http://cufa.org.br/cufa-mg-finais-do-torneio-capotao/

Endereço

Local: Shopping Uai Rua Saturnino de Brito, 17 – 4º Piso Centro Belo Horizonte – MG

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave