Cachorra ataca homem que tentou estuprar menina

A garota, de 10 anos, permaneceu em coma por cinco dias, devido a um traumatismo craniano, depois de levar um golpe na cabeça, em Pilar do Sul, no interior de São Paulo

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Cachorra Kiara salvou menina de 10 anos, mordendo o agressor na perna
Reprodução/TV Tem
Cachorra Kiara salvou menina de 10 anos, mordendo o agressor na perna

Cachorra, chamada de Kiara pela família, vira heroína depois de atacar homem que tentava estuprar uma menina em Pilar do Sul, no interior de São Paulo.  A garota, de 10 anos, permaneceu em coma por cinco dias, devido a um traumatismo craniano, depois de levar um golpe na cabeça. Ela segue internada, sem previsão de alta, no Hospital Regional de Sorocaba, em São Paulo.

O fato que aconteceu no dia 30 de agosto só pode ser totalmente esclarecido na última quinta-feira (4), quando a menina acordou do coma. Segundo as informações do portal G1, ela estava sozinha em casa e teria aberto o portão da sua casa para um homem que havia lhe pedido um copo d´água. O agressor entrou na casa e tentou estuprar a menina, que gritou por socorro até que a cadela Kiara atacou-o, mordendo repetidas vezes. Antes de fugir, o homem ainda acertou a cabeça da garota com um pilão.

Vizinhos da família socorreram a criança que conseguiu chegar até ao portão da casa, antes de desmaiar. Depois de sair do coma, a menina pediu ao pai para pegar o homem que tentou estuprá-la e ainda afirmou que Kiara salvou sua vida.

Com as descrições fornecidas pela vítima, a Polícia Civil conseguiu chegar até o criminoso que tinha ferimentos nas pernas, sofridos pelas mordidas da cachorra. Ele foi levado para a cadeia de Pilar do Sul, onde seguirá por 30 dias de acordo com o decreto de prisão temporária. Em julho, o criminoso havia sido liberado do hospital psiquiátrico em Franco da Rocha, São Paulo.  

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave