Cortado da seleção, Maicon só retornou ao hotel na manhã de domingo

O jogador só se reapresentou na manhã de domingo, com quase 12 horas de atraso em relação ao horário determinado por Dunga

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

O motivo do desligamento de Maicon da delegação da seleção brasileira em Miami foi mesmo o descumprimento do horário previsto para reapresentação depois da folga de sábado. De acordo com informações obtidas pela reportagem, o jogador só se reapresentou na manhã de domingo na concentração em Miami, com quase 12 horas de atraso em relação ao horário determinado pelo técnico Dunga - o horário correto era 20 horas. A informação havia sido veiculada inicialmente pelo jornal esportivo italiano Gazzetta dello Sport.

Aos 33 anos, Maicon era um dos homens de confiança do técnico Dunga e, por isso, o motivo maior da decepção do treinador. Era considerado um dos pilares nesse período de transição após o fracasso na Copa, teve boa atuação na vitória contra a Colômbia, por 1 a 0, na sexta-feira, em Miami, e seria titular no amistoso desta terça-feira contra o Equador. O lateral era um dos remanescentes do grupo que defendeu a seleção na Copa do Mundo deste ano. Ele foi reserva de Daniel Alves nos quatro primeiros jogos, sendo titular nos três seguintes.

Erla Carla, irmã e empresária do jogador, afirmou que ele está com problemas físicos e particulares. O jogador é aguardado na Roma, clube onde atua na Itália, na quinta-feira, quando deverá dar sua versão para o episódio. Maicon foi desligado da delegação brasileira que está concentrada em Miami, nos Estados Unidos, no início da tarde deste domingo, no hotel em que a equipe está concentrada.

O lateral Fabinho, que joga no Monaco, da França, e que estava participando de amistosos no Catar, com a seleção Sub-21, vai se juntar à delegação da seleção na tarde desta segunda-feira em New Jersey para substituir o jogador.

Leia tudo sobre: seleção brasileiraamistosomaiconcorteequador