No duelo da Mercedes, Hamilton 'provoca' Nico Rosberg

Na 29ª volta, piloto alemão perdeu o ponto da freada na chicane e, consequentemente, a liderança para o companheiro de equipe

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Lewis Hamilton superou seu companheiro de equipe Nico Rosberg, segundo colocado
Reprodução/Facebook
Lewis Hamilton superou seu companheiro de equipe Nico Rosberg, segundo colocado

Lewis Hamilton conseguiu vários triunfos no mesmo dia ao ganhar o GP da Itália de Fórmula 1, neste domingo, no circuito de Monza. Como a vitória aconteceu graças a um erro do companheiro de Mercedes e adversário na luta pelo título, o alemão Nico Rosberg, o inglês encheu-se de confiança e ainda mandou um recado para o rival: “Ele não parece gostar de pressão”. "Fiz pressão nele e isso significou que as portas estavam abertas para qualquer coisa", afirmou Hamilton.

Hamilton largou na pole position e vacilou na largada, quando caiu para o quarto lugar. Rosberg aproveitou e assumiu a liderança, mas o inglês reagiu logo e, na 10ª volta, já era o segundo, após ultrapassar o dinamarquês Kevin Magnussen, da McLaren, e Massa.

A partir daquele momento, a luta pela vitória voltou a ficar restrita à dupla da Mercedes. Hamilton conseguiu se aproximar do alemão e foi recompensado na 29ª volta, quando Rosberg perdeu o ponto da freada na chicane e, consequentemente, a liderança para o companheiro de equipe. “Lewis estava vindo muito rápido atrás. Tive as rodas travadas naquela curva e decidi ir reto para evitar um pneu furado. Infelizmente isso me custou a liderança”, disse.

Nas quatro provas anteriores, o alemão tinha pontuado mais do que Hamilton, e agora a vantagem volta a diminuir para 22 pontos. A vitória do inglês levantou o público em Monza, que vaiou Rosberg.

Os pilotos da Mercedes se envolveram um incidente na etapa anterior, na Bélgica. Rosberg vinha atrás e tocou a roda traseira de Hamilton. Com o pneu furado, o inglês não pontuou, enquanto o adversário direto chegou na segunda posição.

A Mercedes descartou que o erro de Rosberg, neste domingo, tenha sido para compensar o ocorrido na Bélgica. “É preciso ter uma mente paranoica para pensar nisto. Foi coisa de quem compete pelo título mundial. Nico estava sob pressão constante de Lewis, que mereceu a vitória”, afirmou o chefe da equipe, o austríaco Toto Wolff.  

Leia tudo sobre: hamiltonprovocarosbergvitoriaitaliamercedesdisputaformula 1