São Paulo pega Sport e se vê obrigado a vencer em casa

Um resultado negativo pode derrubar a equipe para a quarta posição

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Kaká é a esperança tricolor em duelo com o Figueirense, em Florianópolis
Rubens Chiri/saopaulofc.net
Kaká é a esperança tricolor em duelo com o Figueirense, em Florianópolis

Vencer é a palavra que não pode mais escapar do vocabulário do São Paulo até o fim do Campeonato Brasileiro. Este é o único resultado que interessa ao time se ele quiser realmente pensar em título. Por isso, passar pelo Sport neste domingo, às 16 horas, no estádio do Morumbi, em São Paulo, pela 19.ª rodada, é tarefa fundamental na cartilha de caça ao líder Cruzeiro.

 

As chances de diminuir a gorda margem de pontos que separa as equipes é boa, afinal além do time tricolor jogar em casa, os mineiros têm um duelo difícil contra o Fluminense, no Rio, e estarão desfalcados de seus principais jogadores (Everton Ribeiro e Ricardo Goulart estão com a seleção brasileira). Antes de pensar no Cruzeiro, porém, é preciso olhar para o próprio umbigo.

 

É verdade que a rodada pode ser benéfica e, no melhor dos cenários, daria chance da distância do líder ser encurtada para seis pontos, mas um resultado negativo pode derrubar a equipe para a quarta posição. “Em alguns jogos grandes nós conseguimos a vitória e nos considerados pequenos acabamos perdendo pontos. Não podemos ficar fazendo projeções e sim jogar nossas partidas sem pensar no Cruzeiro”, disse Paulo Henrique Ganso.

 

A julgar pelo retrospecto recente, a torcida esfrega as mãos de otimismo. São quatro vitórias nos últimos cinco jogos e atuações de bom nível que dão esperança de que as oscilações ficarão para trás. Muito disso se deve ao quarteto formado por Kaká, Paulo Henrique Ganso, Alexandre Pato e Alan Kardec, que deve mais uma vez estar junto em campo. Nas quatro vezes que isso aconteceu, foram quatro vitórias.

 

O que preocupa a comissão técnica é o desgaste dos atletas, que foram a campo na última quinta-feira pela Copa Sul-Americana contra o Criciúma. “O tempo de recuperação é muito curto, é difícil fazer dois jogos em alto nível na sequência”, avisou o técnico Muricy Ramalho.

 

Ainda sem poder contar com Luis Fabiano, que se recupera de um estiramento muscular, o time tricolor deve ter o retorno de Antonio Carlos como opção para o banco de reservas. O defensor estava com um estiramento na panturrilha esquerda, mas fica na reserva. “O Edson (Silva) vem jogando muito bem, aqui não tem cadeira cativa e lugar reservado”, avisou o técnico. Reinaldo será o lateral-esquerdo, já que Alvaro Pereira está com a seleção do Uruguai e Michel Bastos cumpre suspensão.

Leia tudo sobre: São PauloSportCampeonato Brasileiro