Socialista rebate e diz que explorar o petróleo é prioridade

Marina também criticou os principais oponentes na disputa presidencial

iG Minas Gerais |

São Paulo. A candidata do PSB à Presidência da República Marina Silva esclareceu seus planos para o pré-sal neste sábado, rebatendo as acusações da candidata à reeleição, Dilma Rousseff. “No meu governo, os recursos do pré-sal vão ser usados para saúde e educação, não para corrupção”, disse Marina na TV, fazendo referência ao escândalo denunciado na sexta-feira pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa (leia mais nas páginas 3, 4 e 5).

Segundo aliados, as acusações de que Marina não dará prioridade à exploração do pré-sal eram uma “cortina de fumaça” para que o PT escondesse as denúncias contra pessoas ligadas ao governo federal.

A ex-senadora afirma que está sendo vítima de uma “campanha de mentiras e boatos” e que a exploração do pré-sal é sim uma prioridade de seu eventual governo, ao contrário do que diz o PT da presidente Dilma Rousseff.

‘Influências erráticas’. Em campanha em Brumado, no interior da Bahia, Marina ainda declarou que pretende devolver a credibilidade para investidores a partir da retomada da “autonomia do Banco Central”. A ex-senadora criticou o que chamou de “interferências erráticas” do governo no processo econômico.

Marina também criticou os principais oponentes na disputa presidencial. “Nós já estamos quase no final do primeiro turno e eles (Dilma e Aécio) não apresentaram o seu programa de governo, apenas pontos genéricos”, disse.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave