A voz da Massa

iG Minas Gerais |

Saudações alvinegras! Os desfalques no Galo já chegam a 14 jogadores. Será que daqui a pouco, Levir vai ter que escalar o time júnior inteiro para disputar o Brasileirão? Para consolar, Marcos Rocha e Guilherme voltam ao time titular, hoje, contra o Botafogo, e isso já deve ajudar bastante o nosso time. Mas se esse entra e sai de jogadores continuar, o Galo pode não aguentar por muito mais tempo, pois não consegue firmar o ritmo e o entrosamento. Bem, acho que o melhor a fazer agora não é ficar lamentando, e, sim, dar forças para o time que vai a campo. No último jogo, os caras que entraram, inclusive os da base, deram prova de que são capazes de vencer qualquer jogo, e, se eles mantiverem aquela disposição mostrada na última partida, dá pra vencer. E, acima de tudo, a força que vem da arquibancada continua sendo imprescindível. Portanto, todo mundo empurrando o Galão, gente!

A voz Celeste

Saudações celestes, nação azul. Prevejo uma invasão da maior torcida de Minas no Maracanã, e, por isso, estou confiante na vitória do Cruzeiro. Não se surpreendam se tivermos mais torcida do que os donos da casa, afinal, somos mais que uma torcida, somos um sentimento expressado em um coro de milhares de vozes. Somos a torcida que mais canta nas Minas Gerais, e, onde vamos, empurramos o Cruzeiro: são 90 minutos de gargantas afinadas apoiando o maior clube de futebol do Estado. Que venham mais três pontos, que a vantagem se amplie, e que, cada vez mais, se aproxime o inevitável: a taça de campeão brasileiro. Vamos Cruzeiro, que cada palmo de grama seja batalhado e vencido. Joguem por nós, e cada Cruzeirense cantará por vocês. #PorAmorAoCruzeiro! Estou no Facebook com a fanpage “Hugão, o fanático celeste”.

Avacoelhada

Sobre a possível irregularidade da escalação do Eduardo, é bom ressaltar que Flávio Lopes é responsável pela parte técnica e não administrativa. O gerente de futebol americano deve fazer a ligação do elenco e treinador com a diretoria. Independentemente de ter indicado os contratados, os erros e acertos do Flávio estão relacionados à formação da equipe. Apesar de o Eduardo ter jogado só uma partida, o lateral-esquerdo demonstrou poucas condições para disputar a titularidade, com nível técnico abaixo do Bryan, Danilo e Carlos Renato. Aliás, a demora para Carlos Renato ter sido operado devido à mudança do plano de saúde é outra falha da superintendência. Sobre os desacertos nas contratações, Darley, Ygor Ryan, Cleiton, Artur, Heitor, Caballero, Diogo Dolem, Betinho, Pinga, Lucas Silva e Caio Dantas foram contratados para não jogar.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave