Vai uma gelada?

No Brasil e no exterior, uma seleção de roteiros para apreciar a combinação de lúpulo, malte e água

iG Minas Gerais | Eduardo Maia |

A cervejaria Sankt Gallen, em Teresópolis, abre sua vila para visitação
Guito Moreto/Agência O Globo
A cervejaria Sankt Gallen, em Teresópolis, abre sua vila para visitação

Um mosteiro na Bélgica, um bairro hipster em Chicago, um distrito industrial em Belo Horizonte, qualquer canto em Munique. Há um tipo de turista que vai a todos esses lugares atrás de um mesmo objetivo: aquele tipo que encara cervejarias e bares especializados como atrações fundamentais, que valem horas de viagem e até o excesso de bagagem na volta. Fenômeno crescente, o turismo cervejeiro é cada vez menos exclusivo daqueles que sabem de cor e salteado como lúpulo, malte e água, combinados, se transformam em brindes mundo afora.

Enquanto a Europa é a guardiã de tradições centenárias, como as receitas dos monges trapistas belgas e os biergärten espalhados pela Alemanha, desse lado do Atlântico a graça é ver e provar a típica ousadia norte-americana, que ajudou a mudar a cara de bairros como Lakeview, em Chicago, e Williamsburg, em Nova York, nos Estados Unidos. Em Ribeirão Preto, as fábricas já estão entre as principais atrações da cidade.

Como em Petrópolis, turística por natureza, cujo segundo ponto mais visitado é a fábrica da Bohemia, atrás apenas do museu Imperial.

Minas

O turismo cervejeiro também descobriu que em Minas Gerais há outros tipos de água imprópria para passarinhos. O Estado é o segundo em produção de rótulos especiais – atrás de Santa Catarina – e registrou o maior número de novas cervejarias artesanais em 2013. Dizem que na terra da cachaça, sobretudo na Grande Belo Horizonte, são produzidos 55 dos 120 tipos de cerveja existentes no mundo. Uma “Bélgica brasileira”.

Até os tours especializados estão se multiplicando, muitos com direito a carro com motorista. Porque, mesmo de férias, se beber, não dirija. Mas se viajar, beba. De preferência aquela cerveja que ficará marcada na memória, como um cartão-postal.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave