Síria: ataques contra Estado Islâmico deixa 13 mortos

O número de vítimas fatais deve aumentar, afirmou o Observatório, que obtém suas informações de uma rede de ativistas em solo sírio

iG Minas Gerais | Estadão Conteudo |

Ataques aéreos sírios contra um reduto do grupo Estado Islâmico, dentre eles um que atingiu uma padaria lotada, mataram pelo menos 13 civis, informaram ativistas.

Os oito ataques tiveram como alvo a cidade de Raqqa, nordeste do país, que está sob total controle do grupo militante, disse o grupo Observatório Sírio pelos Direitos Humanos, que é sediado em Londres.

A maioria dos civis morreu depois de pelo menos um ataque ter atingido uma padaria numa movimentada rua da cidade. O número de vítimas fatais deve aumentar, afirmou o Observatório, que obtém suas informações de uma rede de ativistas em solo sírio.

Os ataques também foram relatados por um ativista que atua em Moscou e usa do nome Abu Ibrahim. Ele é integrante do coletivo de mídia chamado "Raqqa está silenciosamente sendo abatida".

O necrotério local estava cheio de corpos carbonizados, o que dificulta a identificação dessas vítimas, afirmou Abu Ibrahim. Segundo ele, há oito membros de sua família entre os mortos.

Outros ataques atingiram o prédio da administração financeira do governo, usado como sede pelo Estado Islâmico, e outros edifícios usados como cadeia, declarou Abu Ibrahim.

É praticamente impossível para os jornalistas visitar Raqqa desde que a cidade caiu nas mãos do Estado Islâmico, grupo que costuma sequestrar jornalistas e recentemente decapitou dois repórteres norte-americanos em resposta aos ataques aéreos dos Estados Unidos contra seus militantes no Iraque. Fonte: Associated Press.

 

Leia tudo sobre: ataqueSíriapadariamortecivis