Sérgio Santos e Tutty Moreno fazem show inédito no MAP

Compositores mineiros homenageiam o colega Paulo César Pinheiro em formato intimista

iG Minas Gerais | LUCAS SIMÕES |

Amizade. Sérgio e Tutty estreiam no MAP show em formato duo
Photographer: Myriam Vilas Boas
Amizade. Sérgio e Tutty estreiam no MAP show em formato duo

Na memória do compositor mineiro Sérgio Santos, nem mesmo as 16 mil pessoas que lotaram o Hollywood Bowl, em 1999, em Los Angeles, para um dos shows mais importantes de sua vida, ao lado de Tutty Moreno, igualam a experiência que ele terá neste fim de semana. Isso porque esta será a primeira vez que o músico vai dividir o palco sozinho com o renomado baterista, parceiro de mais de 20 anos de estrada. Em um show inédito e intimista, os dois amigos vão apresentar um repertório dedicado ao maior parceiro de Sérgio Santos, o compositor Paulo César Pinheiro. A apresentação acontece amanhã, a partir das 11h, no Museu de Arte da Pampulha (MAP). “O Tutty estava em Los Angeles naquele show, ao lado de uma banda de apoio, lembro de ter ficado nervoso porque era muita gente para o nosso som intimista de violão manso e MPB – sendo que a casa de shows estava acostumada com rock n’ roll. Mas o Tutty tocou bateria com tanta propriedade, que fez o som soar mais do que perfeito. Agora teremos a chance de tocar só nós dois”, atesta Sérgio Santos. Nessa parceria, a dupla apresenta um repertório de sucesso composto por Sérgio Santos e Paulo César Pinheiro, que têm mais de 250 canções juntos, gravadas por nomes como Sá e Guarabira, Pena Branca e Xavantinho e Joyce. Parte do repertório ficará por conta das canções presentes em “Rimanceiro” (213), disco-homenagem com apanhado de 14 canções da dupla, nitidamente influenciadas pelo sertão brasileiro. “Vou tocar poucas deste disco porque o formato que o álbum foi gravado não tem bateria e aí o Tutty ficaria de fora. Vamos priorizar sucessos da carreira”, diz Sérgio Santos, que promete entoar clássicos como “Anuário”, e “Gongá”, além da inédita “Paciência”, da cantora Joyce – mulher de Tutty Moreno. Em um formato duo, enquanto Tutty Moreno destila toda a experiência de também ter segurado baquetas ao lado de Gilberto Gil, Gal Costa e Chico Buarque, Sérgio Santos desenvolve as harmonias no violão de nylon com liberdade para improvisar. “O que seria um problema comum que é a bateria abafar normalmente bandas com poucos instrumentos, nesse caso não acontece. Porque o Tutty toca ouvindo o violão, sabe dosar exatamente a altura que a percussão deve estar. Vai ser um encontro épico”, diz Sérgio Santos. Agenda O QUE. Show –Sérgio Santos e Tutty Moreno ONDE. Museu de Arte da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.585) QUANDO. Amanhã, às 11h QUANTO. R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada) 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave