Sada Cruzeiro bate UFJF e se mantém 100% no Mineiro

Raposa tem adiantado vários de seus compromissos no Estadual para poder viajar à América da Norte

iG Minas Gerais | DÉBORA FERREIRA |

Se a intenção do Sada Cruzeiro é usar o Campeonato Mineiro como preparação para o Torneio de Irvine, nos Estados Unidos, a equipe está no ritmo certo para conquistar novamente um título internacional. Na noite desta sexta-feira, a equipe ganhou mais um jogo pelo Estadual, batendo a UFJF pela segunda vez na competição, por 3 sets a 1 (27/25, 25/16, 25/27 e 25/15), no ginásio do Riacho, em Contagem.

O resultado mantém os celestes com 100% de aproveitamento, a apenas dois jogos do fim da primeira fase. A Raposa teve de adiantar seus compromissos para poder viajar à América da Norte.

Por mais que os juizforanos endurecessem a partida em alguns momentos, os comandados de Marcelo Mendez abusaram de seu característico entrosamento e forçaram erros bobos da UFJF. Os meios de rede dos donos da casa se utilizaram de sobra das largadinhas, o que parecia deixar os adversários ainda mais nervosos.

Ainda sem Wallace, que está com a seleção no Mundial, na Polônia, o Sada viu o oposto PV crescer em bolas decisivas. No segundo set, o oposto veio de trás para colocar, com força, uma bola no chão do rival, e em seguida, ele e William repetiram a jogada com o mesmo sucesso, mas desta vez apenas de leve, por cima do bloqueio.

A esperança da UFJF vinha das mãos do experiente ponteiro Manius. No início, o jogador chegou a demonstrar perigo tanto no bloqueio como nos ataques potentes. Atentos, os celestes redobraram os cuidados com o atleta. Bergamo e Batagim se dividiam então na função de melhores pontuadores da equipe da Zona da Mata.

Foi depois de muitos “calma, calma” do técnico Chiquita que a equipe conseguiu encontrar uma maneira de segurar o forte oponente. Nos primeiros momentos do terceiro set, Tarcísio bateu uma diagonal e deixou os visitantes no placar pela primeira vez, com 10 a 9. Um longo rali, minutos depois, foi vencido pela UFJF em erro celeste, e deu mais confiança ao time que estava à frente no placar, e chegou a conquistar a terceira etapa do jogo.

Disposto a terminar o jogo sem ir novamente ao tie-break, os celestes voltaram com força total e chegaram a abrir 8 a 2. Com todos os titulares na quadra, o Sada administrou a vantagem, que terminou com dez pontos de diferença.

Leia tudo sobre: sada cruzeirovoleivitoriaufjfcampeonato mineiroinvicto