Grêmio pede efeito suspensivo contra decisão do STJD

Objetivo da equipe gaúcha é impedir o prosseguimento da Copa do Brasil até que haja o julgamento definitivo, no Pleno do STJD

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

undefined

O Grêmio protocolou no início da noite desta sexta-feira, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), um pedido de efeito suspensivo para tentar anular a decisão da 3.ª Comissão Disciplinar do órgão, que o excluiu da Copa do Brasil na última quarta, por causa de manifestações racistas de alguns de seus torcedores em jogo contra o Santos, no último dia 28, na Arena Grêmio, em Porto Alegre.

O presidente do tribunal, Caio Cesar Rocha, estava em viagem e não deve se pronunciar ainda nesta sexta. Ele passou parte do dia no Rio, onde comandou pela manhã uma sessão no plenário do STJD.

O objetivo do Grêmio é impedir o prosseguimento da Copa do Brasil até que haja o julgamento definitivo, no Pleno do STJD, para saber se a punição será mantida. O prazo final para o clube gaúcho apresentar recurso expirava nesta segunda (dia 8).

Nesta sexta, a CBF sorteou o mando de campo das quartas de final da Copa do Brasil com a presença do Santos. No jogo no Sul, o time santista venceu por 2 a 0. Na oportunidade, torcedores do Grêmio ofenderam o goleiro Aranha.

Leia tudo sobre: futebol nacionalgrêmiocaso aranharacismoefeito suspensivo