PE sobe 12 posições no Ideb e tem maior crescimento no ensino médio

Estado ficou em quarto lugar e obteve o maior crescimento no ensino médio da rede estadual de ensino, 16,1% em relação à nota anterior, de 2011

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Pernambuco subiu 12 posições no ranking nacional do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), aferido pelo Ministério da Educação em 2013. O Estado ficou em quarto lugar e obteve o maior crescimento no ensino médio da rede estadual de ensino, 16,1% em relação à nota anterior, de 2011.

No ensino médio, o Estado tirou nota 3,6 e ficou empatado com Santa Catarina, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Em primeiro lugar está Goiás (3,8), seguido por São Paulo e Rio Grande do Sul, que ficaram em segundo, com nota 3,7.

O resultado alcançado por Pernambuco fica acima da meta estabelecida para o Estado, que era de 3,2.

A qualidade do ensino médio público caiu em 16 Estados e o desempenho nacional (3,4) ficou abaixo da meta estipulada pelo governo federal (3,6).

Em nota, o governador de Pernambuco, João Lyra Neto (PSB), comemorou o resultado do Estado e atribuiu o bom desempenho alcançado às gestões dele e do ex-governador Eduardo Campos, que havia renunciado no início deste ano para disputar a eleição presidencial, mas morreu em um acidente aéreo em agosto.

"Fizemos um investimento maciço em educação, com a construção e a reforma das escolas da rede estadual, o pagamento de bônus aos professores que atingissem as metas pactuadas, o monitoramento das escolas e um grande Pacto Pela Educação", afirmou Lyra Neto, em nota.

"Foi uma decisão do ex-governador Eduardo Campos, que tinha a certeza de que só poderíamos avançar se a questão da educação fosse enfrentada com seriedade", completou o governador.

Em 2007, quando Campos assumiu seu primeiro mandato, Pernambuco ocupava a 21ª posição no ranking do ensino médio estadual.

Outras séries

No 5º ano, o Estado tirou nota 4,3, alcançando a 19ª posição. A meta deste ano era de 4,2. Em 2011, a nota havia sido mais baixa, 4,2, mas a colocação era um pouco melhor, 18ª. No 9º ano, Pernambuco tirou nota 3,6 e ficou 17º. A meta deste ano era de 3,3. Em 2011, o Estado ocupava a 20ª posição, com nota 3,3.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave