Ponta do Sada Cruzeiro supera morte da mãe para conquistar título

Leozinho recebeu a notícia durante o Sul-Americano juvenil; ele veio para BH para o velório e ainda voltou para Saquarema para ajudar a seleção a se sagrar campeã

iG Minas Gerais | DANIEL OTTONI |

Leozinho foi homenageado pelos companheiros de seleção após a primeira colocação
CBV - DIVULGAÇÃO
Leozinho foi homenageado pelos companheiros de seleção após a primeira colocação

Um dos integrantes do Sada Cruzeiro na conquista da seleção juvenil no Sul-Americano da categoria teve um grande obstáculo para chegar ao final da competição. O ponta Leozinho soube, no decorrer da competição, do falecimento de sua mãe.

O ocorrido o encheu de forças para cumprir a promessa de sair do campeonato como campeão.

“Minha mãe descobriu que estava com câncer há cerca de um mês e ainda finalizava os exames para começar o tratamento. Meu irmão me ligou chorando no domingo de manhã e me contou o que tinha acontecido. Eu fui direto à sala do supervisor da seleção pedir para voltar imediatamente para BH e já peguei um voo às 15h. Participei do velório e recebi o apoio de muitos amigos e familiares, foi muito importante pra mim me sentir tão amparado”, lembra Leozinho, que recebeu elogios do técnico Marcelo Mendez por sua dedicação.

"Ele é um exemplo. Ele tem uma força interior difícil de se achar nas pessoas, principalmente em um menino de 19 anos. Com tudo que ele passou não deixa de treinar, jogar, cumprir com seus compromissos com a mesma dedicação. Isso mostra um caráter muito grande e vai ajudá-lo tanto na vida esportiva quanto na pessoal. Às vezes as pessoas têm problemas simples e não conseguem treinar, trabalhar. Isso serve de incentivo para muita gente. É um menino de ouro", declara o argentino.

Neste final de semana, Leozinho volta à Saquarema para integrar a seleção sub-22. Ele terá, novamente, jogadores do Sada Cruzeiro ao seu lado, como o oposto Alan, o levantador Cachopa, o ponta Kadu e o central Éder Levi.