Prefeito quer aumentar valor de multa por desperdício de água

O município de Bebedouro (a 381 km de SP) vive a pior estiagem da sua história; Dois racionamentos de água já foram adotados na cidade

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O prefeito de Bebedouro (a 381 km de São Paulo), Fernando Galvão Moura (DEM), quer aumentar o valor da multa para flagrante de desperdício de água de R$ 50 para R$ 100. Ele já encaminhou um projeto de lei à Câmara com a proposta e a votação deve ocorrer na próxima segunda-feira (8).

O município vive a pior estiagem da sua história. Dois racionamentos de água já foram adotados na cidade. Atualmente, o corte de água ocorre das 10h às 17h, todos os dias. O primeiro foi em fevereiro, das 13h às 16h.

O projeto de lei também prevê aumentar as limitações de consumo. Os consumidores ficariam proibidos de usar água para lavar calçadas, veículos e molhar ruas. A lei que está em vigor permite o uso de mangueiras desde que tivessem limitadores de fluxo. No entanto, o prefeito afirmou que as medidas "não atingiram o resultado esperado".

Américo Brasiliense 

Nesta sexta-feira (5) começa o racionamento de água em Américo Brasiliense (a 285 km de São Paulo). A cidade ficará sem abastecimento entre 13h e 17h nesta sexta e sábado (6). A cidade tem 11 poços e, segundo a prefeitura, oito dependem da chuva para serem abastecidos. Em função da seca de 2014, os reservatório estão em níveis baixos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave