Empresa que ajudou a comprar avião de Campos fez negócio com Youssef

Uma das hipóteses levantada pela PF é a de que a compra da aeronave tenha sido feita com recursos de caixa dois; PSB disse não saber da relação do doleiro com uma das empresas que depositou o dinheiro para a compra do avião

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Uma empresa que ajudou a comprar o avião Cessna que caiu com o ex-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, também fez negócio com uma consultoria considerada de fachada pela Polícia Federal e que seria administrada por Alberto Youssef, doleiro preso na Operação Lava Jato. As informações são do jornal "Folha de São Paulo".

A Câmara & Vasconcelos teria feito um pagamento de R$ 159,9 mil à AF Andrade para a compra do avião Cessna.

A Folha teve acesso a documentos da Operação Lava Jato onde a empresa aparece na relação de fornecedores que receberam dinheiro da MO Consultoria em 2010, no valor de R$ 100 mil.

A propriedade da aeronave é investigada desde o dia 13, quando o avião caiu, matando Campos e mais seis tripulantes. Uma das hipóteses levantada pela PF é a de que a compra da aeronave tenha sido feita com recursos de caixa dois.

O PSB disse não saber da relação do doleiro com uma das empresas que depositou o dinheiro para a AF Andrade. O advogado de Youssef afirmou não se lembrar do depósito. A reportagem não conseguiu contato com a MO Consultoria.

Leia tudo sobre: DoleiroAlberto YoussefaviãoPSBcompraCessnaBrasilPolíticaCaixa dois