Federer comemora virada após salvar matchs e ir à semi

Tenista suíço teve muitas dificuldades para vencer o francês Gael Monfils e agora enfrenta o croata Marin Cilic

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Tenista suíço passou com facilidade por seu primeiro adversário em Wimbledon
Wimbledon/Divulgação
Tenista suíço passou com facilidade por seu primeiro adversário em Wimbledon

Roger Federer esteve perto de decepcionar os fãs mais uma vez no US Open. Com atuação apática no início do jogo, o suíço chegou a estar perdendo do francês Gael Monfils por 2 sets a 0 antes de iniciar boa reação na quadra dura de Nova York. Ele precisou salvar dois match points para "voltar" ao jogo e buscar a virada por 3 a 2, com parciais de 4/6, 3/6, 6/4, 7/5 e 6/2, em 3h20 de duelo, na madrugada desta sexta-feira.

Ao fim da partida, o suíço não escondeu o alívio por ter se saído bem na disputa dos dois match points. "Você é colocado contra a parede e espera ter um pouquinho de sorte. E você espera acertar os golpes certos que você precisa. Ou torce para o rival errar tudo. De qualquer jeito, o importante é sair dessa", comentou Federer.

O suíço, porém, admitiu que esperou pelo pior antes de salvar os pontos decisivos. "Eu pensei: 'É isso. Este é o último ponto, cara. Vai até lá e lute, não erre em um golpe fácil e deixe ele ter a vitória. Está tudo bem'", declarou o tenista número três do mundo, depois de obter a forte reação no placar.

Com o resultado, Federer não apenas evitou a zebra como se recuperou em comparação às campanhas passadas no US Open. Ele não alcançava a semifinal do Grand Slam norte-americano desde 2011. No ano passado, foi eliminado logo nas oitavas pelo espanhol Tommy Robredo. E, em 2012, caiu diante do checo Tomas Berdych nas quartas de final.

Agora, Federer vai encarar o embalado Marin Cilic, em grande fase na competição. O croata eliminou Berdych, sexto cabeça de chave, por 3 a 0, na quinta-feira. O suíço nunca perdeu de Cilic. Venceu as cinco partidas disputadas entre os dois tenistas no circuito profissional. Contra o croata, Federer tentará voltar a uma final do US Open, o que não acontece desde 2009, quando foi derrotado pelo argentino Juan Martín del Potro.

JUVENIL - O Brasil será representado na fase final da chave juvenil por Rafael Matos e João Menezes nas duplas. Eles venceram o sul-coreano Duckhee Lee e o australiano Marc Polmans por 4/6, 7/5 e 13/11 e avançaram às semifinais. Agora a dupla vai enfrentar o norueguês Viktor Durasovic e o romeno Nicolae Frunza.

Orlando Luz e Marcelo Zormann, campeões em Wimbledon e nos Jogos Olímpicos da Juventude, foram eliminados nas quartas de final pelo australiano Omar Jasika e pelo japonês Naoki Nakagawa por 6/3, 1/6 e 10/08.

Nas duplas femininas, Luisa Stefani também caiu nas quartas, ao lado de Tami Grende, da Indonésia. Elas foram superadas pela turca Ipek Soylu e pela suíça Jil Belen Teichmann por 6/2 e 7/5. Nas chaves de simples do juvenil, os brasileiros já foram eliminados tanto no masculino quanto no feminino.

Leia tudo sobre: ROGER FEDERERUS OPENTÊNIS