Dilma sinaliza saída de Mantega em caso de reeleição

Candidata ainda afirmou aos jornalistas que esta é uma "eleição nova, que pode se tornar um governo novo, e com uma equipe nova"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Governo novo, equipe nova, diz Dilma sobre o futuro de Mantega
DENILTON DIAS / O TEMPO
Governo novo, equipe nova, diz Dilma sobre o futuro de Mantega

Um dia após ter indicado mudanças na equipe e nas políticas de governo num eventual segundo mandato, a presidente Dilma Rousseff sinalizou nesta quinta-feira (4) a saída do ministro Guido Mantega (Fazenda) em caso de sua reeleição.

Em entrevista em Fortaleza, Dilma foi questionada especificamente sobre o futuro do titular da Fazenda caso vença as eleições. "Eleição nova, governo novo, equipe nova", disse a presidente petista.

"Quero dizer o seguinte. Só faço uma coisa. Não nomeio ministro em segundo mandato. Eu não fui eleita. Como é que eu saiu por aí nomeando ministro? Não sei se vocês lembram quando sentaram na cadeira antes da eleição", completou a presidente, numa referência a Fernando Henrique Cardoso, que sentou na cadeira de prefeito de São Paulo às vésperas das eleições de 1985 e acabou derrotado em seguida por Jânio Quadros.

Dilma ainda seguiu no tema: "Eu não falo isso [nomes da equipe] sabe por que? Por que dá azar. Falar de uma coisa que ainda não ocorreu. Mas é governo novo, equipe nova. Não tenha dúvida disso".

Um dia antes, em fala a representantes da indústria em Belo Horizonte, Dilma já havia sinalizado a mudança da equipe.

"Declarei [anteriormente] que considerava tão importante a política industrial e a política de desenvolvimento em geral que faria um Conselho de Desenvolvimento ligado diretamente à Presidência da República, e reitero hoje esse meu compromisso. Obviamente, novo governo, novas..., necessariamente, atualização das políticas e das equipes", afirmou em BH.

Dilma vinha resistindo a falar em ajustes em sua equipe e na política econômica, apesar das recomendações do ex-presidente Lula e de assessores neste sentido para reconquistar o apoio do empresariado e atender o desejo de mudança da maioria do eleitorado manifestado em pesquisas.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave