Três ministros deixarão postos para reforçar campanha de Dilma

Ricardo Berzoini, Gilberto Carvalho e Miguel Rossetto não receberão durante o período, já que se trata de um trabalho de militância

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Presidente nacional nega que saída de Aécio tenha mudado estratégia da sigla
alexandre guzanche - 14.11.2009
Presidente nacional nega que saída de Aécio tenha mudado estratégia da sigla

Uma mudança de última hora irá atingir o governo federal nos próximos dias. Os ministros Ricardo Berzoini, Gilberto Carvalho e Miguel Rossetto irão deixar momentaneamente seus postos (Relações Institucionais, Secretaria Geral e Desenvolvimento Agrário, respectivamente) para se dedicarem na coordenação da campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, é provavél que eles se afastem dos cargos por meio de licença ou férias a partir da próxima semana. O reforço no comitê de Dilma acontece logo após Marina Silva empatar e ameaçar liderar as campanhas de intenções de votos.

A reportagem do jornal apurou que os ministros não irão receber durante o período, já que é um trabalho de militância.

Carvalho faria a interlocução com movimentos sociais, ação que já havia sido ofertada ao ministro, que teria se recusado a deixar o governo no início da campanha. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave