Doda falha e Brasil fica em 5º no Mundial de Hipismo

Equipe brasileira de hipismo perde pontos importantes após queda de Doda no primeiro dia da competição

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Doda Miranda,
Doda Miranda, "Visita ilustre"

Detalhes tiraram do Brasil uma medalha nos Jogos Equestres Mundiais, que estão acontecendo na cidade de Caen, na Normandia (França). Nesta quinta-feira, na final de saltos por equipes, a equipe brasileira liderada por Rodrigo Pessoa e Alvaro de Miranda Neto, o Doda, terminou na quinta colocação. O bronze não veio por 0.23 pontos (ou 23 centésimos de segundo), enquanto o ouro ficou a 4.12 pontos.

No último dia da disputa por equipes, cada um dos quatro conjuntos da equipe se apresentou uma vez, com direito a um descarte. Rodrigo Pessoa (Status) e Marlon Zanotelli (AD Clouwni) zeraram suas exibições, completando dentro do tempo e sem derrubar nenhum obstáculo. Mas tanto Doda (AD Bogeno) quanto Pedro Veniss (Quabri Se L'Isle) tiveram quatro pontos perdidos.

Assim, o Brasil terminou o Mundial com 16.95 pontos perdidos, sendo 12.95 das exibições de terça-feira (quando cada ponto equivalia a um segundo de tempo estourado) e 4.00 desta quinta. Na quarta, três conjuntos zeraram e o resultado de Veniss foi descartado. Assim, a equipe não perdeu pontos.

Acabou fazendo a diferença a falha de Doda/Bogeno no primeiro dia. O animal refugou no nono obstáculo e derrubou o cavaleiro no chão. O conjunto era o que tinha melhores perspectivas de resultados na pista rápida e acabou tendo o resultado descartado. Naquele dia, o Brasil terminou em 10.º. Recuperou cinco posições, mas não foi o suficiente.

O ouro acabou com a Holanda, que teve 12.83 pontos perdidos. A França ficou com a prata e os Estados Unidos com o bronze. Uma falta a menos nesta quinta e o Brasil teria sido segundo colocado.

INDIVIDUAL - O Mundial, porém, segue com as disputas individuais e o Brasil tem dois conjuntos na disputa. De volta à boa forma, Rodrigo Pessoa ocupa a quinta colocação, com 4.10 pontos perdidos, enquanto Marlon é o 11.º, com 5.46. A liderança é da norte-americana Beezie Madden. Pedro Veniss ficou na 33.ª colocação e não vai à próxima fase, restrita aos 30 melhores. Os conjuntos ainda se apresentam mais duas vezes: sábado e domingo.

Leia tudo sobre: HIPISMODODA