Presidenciáveis fazem peregrinação a evento do agronegócio no RS

Os três candidatos à Presidência deverão se reunir com representantes do agronegócio local, como a federação da agricultura gaúcha

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

undefined

Os três principais candidatos à Presidência vão tentar obter apoio de ruralistas numa tradicional feira da agropecuária no Rio Grande do Sul nesta semana. Nesta quinta-feira (4), a presidenciável Marina Silva (PSB) visita a Expointer (Exposição Internacional de Animais), em Esteio, na região metropolitana de Porto Alegre. Na sexta, será a vez de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) dividirem atenções no evento.

A presidente participará da cerimônia que marca a inauguração oficial pela manhã. A campanha do tucano deverá marcar uma caminhada numa cidade vizinha para evitar que os dois estejam no local no mesmo momento. Ele chegará logo depois.

Os três presidenciáveis deverão se reunir com representantes do agronegócio local, como a federação da agricultura gaúcha. O encontro mais esperado será nesta quinta (4) entre os ruralistas e Marina, que historicamente sofre resistência de produtores agrícolas. Parte do PMDB gaúcho próxima ao setor, por exemplo, não apoia a candidata apesar de o partido estar formalmente coligado com o PSB no Estado.

O presidente da federação da agricultura, Carlos Sperotto, diz que os três serão tratados de maneira igual e que a ordem é "evitar distorções". Para o dirigente, o interesse dos presidenciáveis reflete a importância do setor para o crescimento do país. "A área econômica vem sendo nosso advogado", diz.

A feira costuma atrair milhares de visitantes interessados em ver animais premiados e prestigiar shows e atrações da cultura do campo.

Setor sucroenergético 

Na semana passada, Marina disse que, se eleita, dará a sua contribuição para corrigir as políticas "equivocadas" que o atual governo tem adotado em relação ao setor sucroalcooleiro.

Ela esteve em Sertãozinho (a 333 km de São Paulo) para uma visita à Fenasucro -uma das maiores feiras do setor sucroenergético do mundo-, e afirmou que o seu esforço será recuperar o setor, que tem feito críticas ao governo Dilma nessa área.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave