Jovem atira em rival no Pompeia e, sem seguida, se apresenta à polícia

Suspeito disse aos militares que vítima o ameaçou com várias pedras; baleado está internado no João XXIII

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Após tentar matar um desafeto no bairro Pompeia, na região Leste de Belo Horizonte, um homem de 28 anos foi até uma companhia da Polícia Militar e se entregou, na noite dessa quarta-feira (3). O suspeito alegou que só cometeu o crime porque estava sendo ameaçado pela vítima, que levou três tiros.

De acordo com o boletim de ocorrência da corporação, o jovem chegou na 128º Companhia do 22º Batalhão junto com a namorada e contou que estava na praça Santa Rita com amigos quando Marçal Pereira Campos Neto, de 33, se aproximou com pedras nas mãos e começou a ameaçá-lo.

Como não queria brigar, o suspeito se afastou e ligou para a namorada pedindo que ela fosse até a praça para buscá-lo. Porém, ainda na versão do suspeito, Neto insistia nas ameaças e, para se defender, o homem sacou um revólver calibre 32 e disparou contra o tórax e o abdômen da vítima, que foi socorrida e encaminhada ao Hospital do Pronto-Socorro João XXIII, onde passou por cirurgia.

Na companhia de polícia, o jovem afirmou que, após o crime, dispensou a arma na rua. Ele contou aos militares que comprou o revólver na rua Guaicurus, no centro de BH. O suspeito, que não contou qual seria o motivo da briga com Neto, foi levado para a Central de Flagrantes 2 (Ceflan).

Leia tudo sobre: pompeiarivaltirosameaça