Nishikori faz história e vai à semifinal do US Open

Após superar o favoritismo de Wawrinka, tenista quebrou jejum de 96 anos sem um japonês nas semi do Grand Slam

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

tKei Nishikori, of Japan, looks down at a news conference after withdrawing from his semifinal match against Novak Djokovic due to a left groin injury at the Sony Open tennis tournament, Friday, March 28, 2014, in Key Biscayne, Fla. (AP Photo/Lynne Sladky)
Associated Press
tKei Nishikori, of Japan, looks down at a news conference after withdrawing from his semifinal match against Novak Djokovic due to a left groin injury at the Sony Open tennis tournament, Friday, March 28, 2014, in Key Biscayne, Fla. (AP Photo/Lynne Sladky)

Kei Nishikori se tornou nesta quarta-feira o primeiro tenista japonês a chegar às semifinais do US Open desde 1918, quando Ichiya Kumagae conseguiu tal feito. Para escrever seu nome na história esportiva do Japão, ele ganhou do suíço Stanislas Wawrinka nas quartas de final por 3 sets a 2, com parciais de 3/6, 7/5, 7/6 (9/7), 6/7 (5/7) e 6/4, numa batalha de 4 horas e 15 minutos de duração.

No jogo anterior do torneio, Nishikori já tinha precisado de 4 horas e 19 minutos para superar o canadense Milos Raonic, na última terça-feira, pelas oitavas de final. Dessa vez, o japonês enfrentou outra dura batalha e conseguiu desbancar o favorito Wawrinka, que ocupa hoje a quarta colocação do ranking e foi campeão do Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da temporada em janeiro.

Número 11 do mundo, Nishikori está com 24 anos e vem tendo a melhor temporada da carreira, já com dois títulos conquistados (Barcelona e Memphis) - no total, tem cinco no circuito da ATP. Agora, faz uma campanha histórica num torneio do Grand Slam, tornando-se o primeiro semifinalista na disputa em Nova York, nos Estados Unidos. Seu adversário será o sérvio Novak Djokovic ou o britânico Andy Murray.

BRASIL - Enquanto o Japão faz história com Nishikori, o tênis brasileiro também teve motivos para comemorar nesta quarta-feira no US Open. Poucas horas depois de ter sido eliminado nas quartas de final nas duplas masculinas, Bruno Soares garantiu vaga na decisão do título das duplas mistas, torneio que disputa em Nova York ao lado da indiana Sania Mirza.

Principais favoritos ao título de duplas mistas, Bruno Soares e Sania Mirza ganharam na semifinal da taiwanesa Chan Yung-Jan e do britânico Ross Hutchins por 7/5, 4/6 e 10/7. E vão enfrentar na final a norte-americana Abigail Spears e o mexicano Santiago Gonzalez, que eliminaram os norte-americanos Taylor Townsend e Donald Young em outro jogo do dia por 6/3 e 6/4.

A final das duplas mistas será disputada nesta sexta-feira. Assim, Bruno Soares tem a chance de repetir o título que conquistou em 2012 no US Open, quando jogou ao lado da russa Ekaterina Makarova. Já nas duplas masculinas, ele não teve a mesma sorte na edição deste ano do torneio, ao perder, junto com o austríaco Alexander Peya, para os espanhóis Marcel Granollers e Marc Lopez.

Leia tudo sobre: tenisnishikorius openWawrinka