Bruno machuca dedo e preocupa seleção de vôlei

Exames no dedo indicador da mão direita do levantador não apontaram lesão, mas dor persiste

iG Minas Gerais | AGÊNCIA ESTADO |

Apesar da vitória tranquila sobre a Tunísia nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Mundial da Polônia, a seleção brasileira masculina de vôlei deixou a quadra em Katowice com uma notícia ruim. O levantador Bruno machucou o dedo indicador da mão direita durante a partida e chegou a ir para o hospital por precaução - os exames, porém, não apontaram fratura.

"Fui tentar chegar numa bola e bati no pé do Maurício. Está doendo, latejando e senti um pouco quando dei um toque no lance seguinte. Mas acho que não é nada sério", afirmou Bruno, em entrevista ao SporTV, logo depois da vitória brasileira por 3 sets a 0.

Titular da seleção, Bruno foi poupado em boa parte do jogo desta quinta-feira, quando o técnico Bernardinho aproveitou a fragilidade do adversário para dar ritmo aos reservas. Mesmo assim, o levantador acabou se machucando e passou a preocupar.

Bruno ainda será avaliado pelos médicos da seleção para saber se terá condições de disputar a terceira rodada do Mundial - o Brasil enfrenta a Finlândia nesta sexta-feira, novamente em Katowice, em confronto que vale a liderança do Grupo B.

Substituto imediato de Bruno, o levantador Raphael teve um bom papel no jogo desta quarta-feira e comemorou a vitória tranquila do Brasil. "Nós éramos teoricamente favoritos e era importante que não perdêssemos a concentração. Apesar de qualquer coisa e independentemente do adversário, o nosso time está muito focado no objetivo de dar um passo de cada vez, consertar as nossas falhas e tentar chegar o mais longe possível", contou o experiente jogador de 35 anos.

Leia tudo sobre: voleibrunodedolevantadorseleção brasileira