Desfile da Independência em Brasília custará quase R$ 1,2 millhão

Esta é a edição mais cara da festa cívica desde que a presidente Dilma Rousseff assumiu a presidência, em 2011

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O governo federal gastará quase R$ 1,2 milhão para realizar o desfile de 7 de setembro em Brasília, no próximo domingo (7). O montante é quase 45% maior do que o desembolsado para o evento no ano passado, quando foram gastos R$ 829 mil.

Esta é a edição mais cara da festa cívica desde que a presidente Dilma Rousseff assumiu a presidência, em 2011. No seu primeiro ano de governo, foram gastos R$ 900 mil para realizar o evento e em 2012, R$ 800 mil. O valor deste ano, no entanto, se aproxima ao do último ano de governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2010, foi gasto R$ 1 milhão para o desfile.

Toda a organização e estrutura do desfile será montada pela empresa Sisters Promoções e Eventos, vencedora da licitação realizada pela Secretaria de Comunicação da Presidência. O contrato de prestação de serviço foi assinado em 25 de agosto. A empresa também realizou o desfile do ano passado.

A Sisters é responsável por fazer o planejamento, coordenação, supervisão e execução das ações de comemoração da Semana da Pátria o do desfile comemorativo.

As arquibancadas, que já estão sendo montadas próximas ao Congresso Nacional, no Eixo Monumental, deverão comportar até 22 mil pessoas sentadas, ao custo de R$ 945,3 mil. Também serão montadas cinco tribunas cobertas para 1.100 convidados. Haverá ainda uma área específica para até 50 pessoas com deficiências físicas e seus acompanhantes.

A empresa também montará um palanque para até 150 profissionais da imprensa, três telões que transmitirão o desfile, torres de controle e equipamentos de som, além de uma cabine de locução. Todo esse sistema será abastecido por geradores de energia à diesel.

Serão montados 220 banheiros químicos normais e 20 para pessoas com deficiência em diversos pontos da Esplanada, além de 21 banheiros tipo "luxo" com acionamento de descarga e torneira no pé, porta-gel, papel higiênico e papel toalha.

Durante o evento, os convidados especiais terão à disposição um serviço de coffe-break, que deverá servir até 200 pessoas, com salgados, bolos, folhados, biscoitos e frutas fatiadas, café, água, sucos naturais e refrigerantes.

O edital de licitação publicado pela Secom no início de agosto previa um gasto de até R$ 2,2 milhões. Segundo a assessoria de imprensa do Planalto, a escolha da empresa contratada se deu pela proposta pública de menor preço.

O desfile de 7 de setembro começa a partir das 8h com a participação das Forças Armadas e demonstrações de outros 20 órgãos públicos.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave