Papa diz que a Igreja católica está orgulhosa dos cristãos do Iraque

Diante de 20.000 fiéis de todo o mundo reunidos na praça de São Pedro, no Vaticano, o papa argentino disse que a Igreja tem a obrigação "de defender seus filhos perseguidos e sem proteção"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Vaticano tem suspense à espera dos primeiros cardeais do Papa Francisco
L’Osservatore Romano/ap - arquivo
Vaticano tem suspense à espera dos primeiros cardeais do Papa Francisco

O papa Francisco divulgou uma mensagem em árabe e italiano nesta quarta-feira (3) em que afirma que a Igreja católica sofre, mas está orgulhosa em relação aos cristãos perseguidos no Iraque.

Diante de 20.000 fiéis de todo o mundo reunidos na praça de São Pedro, no Vaticano, o papa argentino disse que a Igreja tem a obrigação "de defender seus filhos perseguidos e sem proteção", apesar de não dirigir uma mensagem direta à facção Estado Islâmico (EI), que ameaça as minorias no Iraque.

"A Igreja sofre com vocês e está orgulhosa de vocês, de ter filhos como vocês", afirmou Francisco em sua tradicional audiência de quarta-feira.

Francisco enviou no final de agosto um emissário ao Iraque, o cardeal Fernando Filoni, e pediu às Nações Unidas e ao mundo que condenem o EI e protejam os cristãos e outras minorias religiosas.

Francisco concluiu sua lembrança das comunidades cristãs ameaçadas no norte do Iraque dizendo que abraçava todas e pedindo que o "senhor lhes abençoe e proteja sempre".

Em outra mensagem, o papa argentino também lembrou que dos 75 anos do início da Segunda Guerra Mundial e perante "a necessidade de paz neste momento", invocou "o dom da paz para todas as nações da Europa e do mundo".

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave