Brasil passa sufoco, mas vence a Sérvia e se classifica às oitavas

Com grande atuação de Marquinhos, cestinha do jogo com 21 pontos, seleção superou apagão no terceiro quarto e triunfou sobre os europeus

iG Minas Gerais | JOSIAS PEREIRA |

Que sufoco! Para vencer a Sérvia na tarde desta quarta-feira por 81 a 73, em Granada, pela quarta rodada da Copa do Mundo de basquete, a seleção brasileira precisou superar um apagão no terceiro quarto. Na saída do intervalo, a equipe liderava o placar com 16 pontos de frente, mas perdeu a vantagem no retorno à quadra. No último período, os comandados de Rubén Magnano recuperaram o ritmo e contando com uma grande atuação de Marquinhos, cestinha do jogo com 21 pontos, o Brasil assegurou sua passagem às oitavas de final.

Agora, a equipe joga contra o Egito, nesta quinta-feira, às 10h30 (de Brasília), em Granada, para confirmar sua posição como segundo colocado do Grupo A. Na fase mata-mata, a seleção aguarda pela definição da chave B, que conta Argentina, Grécia, Senegal e Croácia lutando pelas quatro primeiras posições. 

O jogo

O Brasil fez seu melhor início de partida na Copa do Mundo de basquete.  Com duas bolas de três consecutivas, anotadas pelo ala Marquinhos, a seleção imprimiu um forte ritmo frente aos sérvios.  Dominante nos rebotes, a equipe encurtou os espaços na marcação e proporcionou muitas dificuldades ao garrafão europeu, liderado pelo gigante Miroslav Raduljica, de 2,13m. Além disto, o lance livre, fundamento tão questionado, encaixou a seleção finalizou o primeiro quarto com 100% de aproveitamento (3/3).

Abafado na área pintada, a Sérvia só encostou no marcador chutando do perímetro. Mas o Brasil agiu rápido e conseguiu neutralizar os ataques do adversário emplacando rápidas transições e controlando o jogo nos momentos necessários. Além de Marquinhos, Leandrinho teve atuação destacada, bem como o pivô Nenê. Com várias virtudes, a seleção finalizou o primeiro quarto vencendo por 23 a 16.

No segundo período, a intensidade brasileira se manteve e a equipe foi ainda mais dominante. Solto, o time não mostrou oscilação e até mesmo os jogadores vindo do banco conseguiram sustentar e ampliar a vantagem, diferença esta que, em determinado momento, chegou a ser de 18 pontos. 

Na saída do intervalo, tudo parecia se encaminhar para um jogo tranquilo. Porém, basquete é basquete e você nunca pode dar uma partida por finalizada antes do estouro do cronômetro. A seleção brasileira voltou para quadra completamente desligada e tornou-se presa fácil para os sérvios, que limitaram o ataque brasileiro a apenas 12 pontos e pulverizaram a larga vantagem no placar. Sem piedade, a equipe europeia marcou 32 pontos e imputou à seleção seu pior período na Copa do Mundo de basquete. 

Chegou então o último período. Era tudo ou nada. A Sérvia chegou a abrir sete pontos de frente, mas o Brasil soube ter frieza para recuperar as rédeas da partida. A defesa foi mais uma vez o ponto forte e os sérvios anotaram apenas sete pontos. Enquanto isto, o ataque verde e amarelo, liderado por Marquinhos, mostrou eficiência, marcou 21 pontos e venceu o confronto por 81 a 73. Um placar digno para um duelo equilibrado, frente a um adversário difícil, e que consolida a seleção brasileira como uma das favoritas à próxima fase. 

Leia tudo sobre: basquetecopa do mundobrasilseleção brasileirasérvia